Sexta, 15 de Dezembro de 2017 - 00:00

Rombo no orçamento de 2018 da AL-BA acende alerta e Coronel faz acordo com Rui

por Bruno Luiz

Rombo no orçamento de 2018 da AL-BA acende alerta e Coronel faz acordo com Rui
Foto: Divulgação/ AL-BA

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Angelo Coronel (PSD), prevê que a Casa pode ter dificuldades orçamentárias em 2018. Na última terça-feira (12), o deputado estadual se reuniu com o governador Rui Costa para pedir um orçamento maior no ano que vem. De acordo com o social-democrata, a Casa vai chegar ao novo exercício com uma defasagem de R$ 60 milhões no caixa. Técnicos da AL-BA estimam que o orçamento ideal para custear as despesas é de R$ 644 milhões. No entanto, em um acordo com Rui, Coronel fechou a cifra em R$ 585 milhões. Os novos gastos da Casa foram gerados pela implantação do plano de cargos e salários dos servidores ativos e inativos, pagamento de indenizações, além da inflação de 2017 e a prevista de 2018, que podem corroer o orçamento executado. Sem conseguir os R$ 60 milhões a mais, Coronel acordou com Rui que o reajuste orçamentário para a Assembleia será feito por meio da correção pelo IPCA, em torno de 3%. “Fiz um pleito ao governador para colocar essa projeção futura, mas ele ponderou que a situação econômica ainda não é tranquila. Aí fizemos um acordo de reajustar pelo IPCA, em cima do orçamento realizado. Mas não significa que, durante o exercício, caso haja necessidade de orçamento para fazer frente a essas despesas não previstas, não sentaríamos para ajustar”, explicou. O chefe do Legislativo baiano ainda disse que fechou o acordo se fiando na palavra do governador de que poderá pedir suplementação orçamentária em 2018. “Nesse momento, eu abri mão de brigar por um reajuste maior, em virtude da crise que está acontecendo. Não quero ser responsável por deixar o governo em situação delicada”, ponderou.

Histórico de Conteúdo