Quinta, 07 de Dezembro de 2017 - 00:00

Vice-líder do governo até 2016, Prates diz que usou 'diálogo' para ter imagem de imparcial

por Guilherme Ferreira

Vice-líder do governo até 2016, Prates diz que usou 'diálogo' para ter imagem de imparcial
Foto: Guilherme Ferreira / Bahia Notícias

Ainda há um ano, o presidente da Câmara, Leo Prates (DEM), era vice-líder da bancada do governo na Casa e trabalhava diretamente em prol da aprovação dos projetos encaminhados pela prefeitura. De lá pra cá, ele garante que usou o "diálogo" com os demais vereadores para transmitir uma imagem de imparcialidade, e não de um representante do prefeito ACM Neto no Legislativo. "Sempre disse a vocês da imprensa que me comportaria como presidente da Câmara. Como eu fiz isso? Com muito diálogo. Não utilizei nenhum expediente na Câmara para obrigar ninguém a votar nada e sempre negociando", assegurou Prates em entrevista ao Bahia Notícias nesta quarta-feira (6). O presidente da Câmara ainda mantém boa relação com integrantes da prefeitura, o que contribui para as negociações em torno de projetos de autoria do Executivo, mas aponta que medidas como o fortalecimento do Colégio de Líderes contribuíram para proporcionar mais diálogo entre as bancadas. "Isso não quer dizer que não haja divergências. Você sabe que muitas vezes uma parte da bancada da oposição vem e fica chateada com a gente, uma parte da bancada do governo vem e fica chateada com a gente. E eu digo que se estou chateando governo e oposição é porque estou fazendo um bom trabalho", brincou o presidente. Apesar do relativo distanciamento, Prates não esconde que sua trajetória política se deve em grande parte a ACM Neto e sua família. "Eu sou vereador do Democratas, faço parte do grupo do prefeito ACM Neto. Sempre digo que na minha vida nunca esteve no dicionário a palavra deslealdade. Devo minha carreira pública ao prefeito ACM Neto, principalmente à sua mãe, Dona Rosário", comentou.

Histórico de Conteúdo