Raquel Dodge pede ao STF para restabelecer prisão de Jacob Barata Filho
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao Supremo Tribunal Federal nesta segunda-feira (4) que o empresário Jacob Barata Filho volte a ser preso. Ele foi preso no mês passado como parte da Operação Cadeia Velha, mas foi solto pela terceira vez pelo ministro Gilmar Mendes, do STF, depois da defesa apresentar recurso. As outras duas vezes em que Mendes concedeu habeas corpus ao empresário aconteceram em agosto deste ano, no âmbito da Operação Ponto Final, um desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro. No pedido de Dodge, ela aponta que os pedidos para soltar Barata Filho deveriam ser analisados pelo ministro Dias Toffoli em vez de Gilmar. Além disso, a procuradora argumenta que o empresário estava descumprindo medidas cautelares impostas a ele. "O empresário não se desligou de suas funções na administração das empresas de transportes coletivos e continua exercendo tais atividades, em absoluto descumprimento da medida cautelar imposta pelo Supremo Tribunal Federal em substituição à prisão preventiva decretada nestes autos, relata o pedido da procuradora.

Histórico de Conteúdo