Filho de pedreiro e doméstica abre vaquinha virtual para bancar estudos em Harvard
Foto: Arquivo Pessoal

O estudante Rafael José da Silva, de 19 anos, abriu um site de vaquinha coletiva para bancar intercâmbio de um ano na universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Estudante de Medicina na USP, o jovem filho de pedreiro e empregada doméstica deverá passar todo o ano de 2018 fazendo pesquisa científica na área de cardiologia. "Nesse programa há vários laboratórios associados, da HSPH [Harvard School of Public Health] e da HMS [Harvard Medical School]. O intercâmbio tem um ano de duração. Durante esse período ficarei no laboratório do prof. Masanori Aikawa, da HMS e do Brigham and Women's", explicou Rafael. O valor necessário para passar um ano em Boston, onde fica a universidade, é US$ 22.960,00, mais de R$ 70 mil. Natural de Blumenau (SC), o jovem estudou em escola pública desde o ensino fundamental e foi aprovado na USP sem nem mesmo ter condições de pagar cursinho pré-vestibular. "Estudei por conta própria no ensino médio, preparando-me para o vestibular. No final do terceirão, a Fuvest [vestibular da USP] foi o primeiro e único vestibular que prestei. Fui aprovado na primeira tentativa e na primeira chamada", contou ele ao site Só Notícia Boa. Hoje no quarto semestre do curso de saúde, ele gasta o mínimo para sobreviver e se manter em São Paulo, onde mora num alojamento fornecido pela Faculdade de Medicina a estudantes carentes. "Recebo bolsas de auxílio da faculdade: bolsa afinal [uma bolsa de auxílio financeiro, de R$ 400 mensais], passe livre e bolsa alimentação [almoço e jantar de graça]. Além disso, meus pais, obviamente, ajudam-me conforme eles podem", contou. A vaquinha de Rafael está disponível no Catarse, para levantar R$ 50 mil. Nos seis primeiros dias, já foi atingida 20% da meta, o equivalente a R$ 8.830,00. Em contrapartida à ajuda que receber, Rafael promete realizar o sonho de um garoto pobre como ele, depois que se formar e arrumar um emprego. 

Histórico de Conteúdo