Engevix: Justiça Federal aumenta pena de Dirceu em 10 anos; Vaccari é absolvido
Foto: Agência Brasil | Montagem: Bahia Notícias

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) aumentou em 10 anos a pena do ex-ministro José Dirceu na manhã desta terça-feira (26), após concluir o julgamento do processo que investiga fraudes em licitações na Petrobras envolvendo a empreiteira Engevix. Acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, Dirceu agora teve pena determinada em 30 anos, 9 meses e 10 dias. Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, o ex-diretor da Petrobras, Renato Duque; e o ex-vice-presidente da Engevix, Gerson de Mello Almada, também réus na ação, tiveram suas condenações confirmadas. Já o ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores João Vaccari Neto foi absolvido, por insuficiência de provas. O julgamento começou no último dia 13 e foi interrompido após pedido de vista do desembargador federal Victor Luiz dos Santos Laus. 

Histórico de Conteúdo