Quarta, 13 de Setembro de 2017 - 07:25

PF apura caixa 2 e pesquisa manipulada envolvendo a Babesp

PF apura caixa 2 e pesquisa manipulada envolvendo a Babesp
Foto: Cláudia Cardozo / Bahia Notícias

A operação deflagrada na manhã desta quarta-feira (13) pelo Ministério Público Eleitoral e a Polícia Federal, tendo como alvo o deputado estadual Marcelo Nilo (PSL), cumpre sete mandados de busca e apreensão em endereços em Salvador para apurar indícios de crime de falsidade eleitoral envolvendo a empresa Bahia Pesquisa e Estatística LTDA – Babesp. Segundo informações da Procuradoria da República na Bahia (MPF-BA) tanto o Ministério Público Eleitoral quanto a Polícia Federal investigam se Nilo prestou falsa informação à Justiça Eleitoral – há evidências de que ele seria o controlador de fato da Babesp e que utilizaria a empresa para receber recursos em caixa 2. Há suspeita também de possível manipulação do resultado das pesquisas eleitorais divulgadas pela Babesp. Os alvos da operação foram os endereços residenciais e profissionais de Nilo; de seu genro Marcelo Dantas Veiga; do sócio da Babesp Roberto Pereira Matos; e a sede de uma empresa de publicidade na Avenida Tancredo Neves. A operação tem como objetivo coletar documentos, papéis, registros e dados arquivados em equipamentos de informática que possam contribuir com as investigações. Cerca de 30 policiais federais participaram da ação e dois membros da Procuradoria Regional. A operação foi nomeada “Opinião”, em menção ao serviço prestado pela Babesp, que realiza pesquisas de opinião. 

Histórico de Conteúdo