Segunda, 19 de Junho de 2017 - 18:00

'Apontam o dedo para outros tentando fugir da punição', afirma Temer em vídeo

por Guilherme Ferreira

'Apontam o dedo para outros tentando fugir da punição', afirma Temer em vídeo
Foto: Reprodução / Twitter

O presidente Michel Temer afirmou em vídeo divulgado nesta segunda-feira (19) que seu governo cortou privilégios que beneficiavam "algumas poucas empresas" no Brasil. Sem citar o empresário Joesley Batista, ele ainda fez críticas pessoas que "apontam o dedo para outros tentando fugir da punição" e assegurou que criminosos serão punidos. "Já está claro o roteiro que criaram para justificar seus crimes: apontam o dedo para outros tentando fugir da punição. Aviso aos criminosos que não sairão impunes. Pagarão o que devem e serão responsabilizados pelos seus ilícitos", declarou o presidente em vídeo publicado no Twitter antes da sua viagem à Rússia. Nesta segunda, a defesa de Temer deu entrada em dois processos na Justiça contra o sócio da JBS (veja mais). Na gravação divulgada no Twitter, ele ainda afirmou que tomou medidas contra o crescimento ilícito de empresas. "Acabamos com os favores, que privilegiavam apenas algumas poucas empresas. Cortamos as práticas que permitiam a criminosos crescer à sombra dos ilícitos e do dinheiro público jorrado sem limite e com juros camaradas", disse. Em delação premiada, executivos da JBS alegaram que pagavam propina para o governo federal em troca de facilidades em financiamentos do BNDES. Assista abaixo ao vídeo com Temer:

Histórico de Conteúdo