Sexta, 19 de Maio de 2017 - 21:10

Otto diz que PSD não sabe se continua no governo: 'Sou pelo impeachment'

por Bruno Luiz

Otto diz que PSD não sabe se continua no governo: 'Sou pelo impeachment'
Foto: Paulo Victor Nadal/ Bahia Notícias

O senador e presidente do PSD na Bahia, Otto Alencar (BA), afirmou que o PSD está dividido sobre permanecer no governo Temer, após a divulgação das delações de executivos do frigorífico JBS, que implicam o presidente. Por causa das denúncias, o peemedebista se tornou alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com o senador baiano, a Executiva Nacional do partido ainda não se reuniu para discutir um eventual desembarque da gestão, mas senadores e deputados já defendem a saída do governo e também o impeachment de Temer. “Nunca teve discussão nesse sentido [sair do governo]. Alguns senadores do PSD tão a favor do impeachment, inclusive eu. Quatro deputados federais do PSD também defendem o impeachment. A situação é sem definição geral, mas eu já me decidi. Vou trabalhar pra fazer o impeachment”, disse, em entrevista ao Bahia Notícias. Otto assegurou ainda que, caso o partido se reúna para definir a questão, vai defender a saída do governo. “O governo apodreceu completamente. O presidente recebe à noite, na casa dele, o maior golpista de Brasília, fichado, carimbado, conhecido em Brasília [em relação a Joesley Batista]. Eu acho ele [Temer] uma figura fantasmagórica dentro do governo”, criticou. O PSD tem atualmente o Ministério da Ciência, Tecnologia e Comunicações, comandado por Gilberto Kassab, que, por sua vez, é presidente licenciado da sigla.

Histórico de Conteúdo