Quarta, 11 de Janeiro de 2017 - 13:10

Lula pede a Deus que 'apareçam outras pessoas', mas diz que rodará o país em 2017

por Estela Marques / Luana Ribeiro

Lula pede a Deus que 'apareçam outras pessoas', mas diz que rodará o país em 2017
Foto: Estela Marques / Bahia Notícias
Apesar da grande expectativa, a pré-candidatura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à presidência da República ainda não foi confirmada nesta quarta-feira (11), durante o 29º Encontro Nacional do MST, no Parque de Exposições, em Salvador. O petista sinalizou, porém, que não recusará a tarefa, sinalizando que deverá ser o postulante de seu partido. “Se for necessário, ele será candidato outra vez. Se for candidato, não é só pra disputar, é para gente ganhar eleições esse país e fazer esse país voltar a acreditar na reforma agrária, financiamento para o pequeno e médio produtor”, afirmou. Antes disso, Lula fez menção a sua idade e manifestou o desejo de haver outras opções para se candidatarem ao cargo, mas anunciou que percorrerá o país ao longo do ano. “Estou pedindo  a Deus que apareçam outras pessoas para serem candidatas . Estou com 71 anos de idade. Não parece, não parece. Eu sinceramente me sinto como um moleque de 35 (...). Deus queira que apareçam outros companheiros, nós temos um ano inteiro pela frente. Agora esse ano eu vou andar o país. Primeiro para recuperar a imagem do meu partido; segundo para recuperar a minha imagem”, disse. No final do discurso, foi mais incisivo. "Eu nunca mais vou dizer 'eu vou voltar'. Eu vou dizer: 'nós vamos voltar para governar esse país' ". Lula também criticou as acusações de corrupção. “Eu não ia envergonhar a alma da minha mãe aos 71 anos de idade”, declarou. O ex-presidente ainda fez provocações aos setores da sociedade e da política que ele aponta ter ódio contra ele e contra o PT. “Eles têm que saber a pobre não quer coisa de segunda, pobre gosta de comer carne de primeira”, disse, para acrescentar em outro momento.  “Está incomodado com pobre andando de carro? Pegue o ônibus e deixe a rua vazia para o pobre andar com seu carrinho”.                             

Histórico de Conteúdo