Bahiatursa confirma que trio de Moraes Moreira foi cancelado por causa de acordo com a Saltur
Foto: Reprodução/WikiCommons
A Bahiatursa, órgão do governo do Estado, confirmou que o cancelamento do desfile do trio independente de Moraes Moreira, previsto para esta quinta-feira (27), no circuito Dodô (Barra/Ondina), está relacionado a um convênio firmado entre o cantor e a Empresa de Turismo de Salvador (Saltur), ligada à prefeitura. Em comunicado divulgado à imprensa, a autarquia estadual afirmou que “tentou até o último momento” viabilizar o show do artista, mas, por conta do acordo com a Saltur, só poderia realizar a contratação para outro dia da festa. A proposta teria sido negada pelo músico, que tem outras apresentações marcadas em Recife, Natal e Curitiba. Em entrevista ao blog El Cabong, Moraes contou que formulou aliança junto às duas entidades para participar da folia soteropolitana, mas, na véspera do desfile, a Bahiatursa decidiu suspender o apoio, pois o equipamento de som e o cachê da banda haviam sido providenciados pela empresa municipal. “A Bahiatursa não recebeu nenhuma proposta de convênio do Município no sentido de dividir os custos da apresentação do artista nesta quinta-feira, única forma legal de um serviço ter duas fontes de pagamento”, comunicou o órgão, em nota. A autarquia ressaltou ainda que o único pacto fixado entre o governo e a prefeitura para os festejos de Momo envolve a produção do Carnaval nos bairros, no valor de R$ 1.020 milhão, além do patrocínio de R$ 3,1 milhões à folia. 

Histórico de Conteúdo