Segunda, 13 de Janeiro de 2014 - 18:33

Pedro Galvão é o novo secretário de Turismo e diz que a ‘Bahia precisa de projetos no ministério’

por Sandro Freitas / Evilásio Júnior

Pedro Galvão é o novo secretário de Turismo e diz que a ‘Bahia precisa de projetos no ministério’
Foto: Maira Amaral / CMS
O nome do vice-presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens – Seção Bahia (Abav-BA), Pedro Galvão, foi referendado nesta segunda-feira (13) pelo governador Jaques Wagner (PT) como novo secretário estadual de Turismo. Filiado nesta segunda ao PR – partido que o indicou ao posto – o novo titular da Setur entra na vaga deixada por Domingos Leonelli, cujo partido, PSB, concorrerá ao governo do Estado contra o PT. Em entrevista ao Bahia Notícias, Galvão comemorou a chegada do “primeiro nome técnico do trade de turismo ao cargo” e ressaltou que ganhou mais um presente, já que faz aniversário em 13 de janeiro. A posse deve acontecer apenas na quinta ou sexta-feira (16 ou 17), mas ele adiantou que tem como metas o desenvolvimento de mais projetos junto ao Ministério do Turismo, uma batalha para manter um nível de preços adequados para quem visita a Bahia e uma rota turística similar à de Minas Gerais. “O ponto principal [de trabalho na Setur] é aquilo que cabe à secretaria. A Bahia precisa ter projetos no ministério para buscar recursos. Esse é um dos pontos principais. [Também] é meta a estrada real da Bahia. Minas teve um incremento quando revitalizou [a rota]. A Bahia tem uma de Rio de Contas até Ouro Preto (MG), que vai resgatar mais de 30 municípios turísticos. Vamos nos voltar, principalmente na véspera da Copa, para a capacitação, não só na hotelaria... O agente de viagem precisa ser preparado com línguas, com cortesia profissional. Restaurantes precisam se aparelhar. Também é preciso começar a conduzir uma política em que se cobre realmente o justo para que o turista volte satisfeito... Ampliar o turismo de negócios através do Convention Bureau. Temos uma série de metas e vou detalhar com mais cuidado. Fui premiado. Essa é a primeira vez que uma pessoa do seio do trade turístico conduz a política do turismo no Estado”, disse o novo secretário, que não vai acumular o cargo de presidente da Bahiatursa, como fazia Leonelli. O vice-presidente da Abav ressaltou também que entrou para o PR por acreditar que o partido tem de se voltar para o setor. Ele se reúne nesta terça-feira (14) com o governador, na primeira conversa oficial como titular da Setur. Segundo Galvão, Wagner afirmou ao presidente do PR na Bahia, deputado federal José Rocha, que a escolha do nome técnico "era oportuna e engrandece o turismo". "Não sou político. Agora, sou um homem de governo e vou ouvir as políticas do governador", pontuou. Sobre a pressão por bons resultados característica do cargo, o novo integrante do Executivo baiano disse que é impossível saber se vai conseguir atender às expectativas, mas garantiu que vai tentar.

Histórico de Conteúdo