Com Samuel Celestino

Receba Notícias do BN

Nome
E-mail *

Curtas do Poder

Curtas do poder

Não é por nada, mas até hoje não me recuperei do susto que levei quando soube, na última sexta-feira, lá em Mar Grande, desse balaio de gato que fizeram na chapa do Soberano. Soube que Geddel indicou Joaci de pirraça, pois o sujeito não tem voto. Independentemente da motivação, só imagino o velho ACM se remexendo todo no caixão. Se estivesse vivo o senador daria um ataque, até porque a chapa de Wagner é mais fiel aos princípios carlistas do que a de Neto. Como ACM, o avô, não está mais entre nós, vai aí um conselho de camarada para o soberano: evite centro espírita, terreiro de candomblé ou coisa que o valha. É capaz de o velho baixar e o resultado é imprevisível. Confira mais notícias dos bastidores da política nas Curtas do Poder!

Veja mais

Pérola do dia

Capitão Tadeu

“Que Deus nos proteja.”

Deputado estadual pelo PSB e policial militar, sobre o decreto de greve da categoria.

Veja mais

Entrevistas

Paulo Souto

Com a candidatura anunciada oficialmente quatro meses após a divulgação do nome petista para a concorrência à sucessão ao governo do Estado, o escolhido da “união das oposições”, o ex-governador Paulo Souto (DEM), considera “legítimas” as aspirações do ex-prefeito de Mata de São João, João Gualberto (PSDB), e do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) a encabeçar a chapa majoritária e acredita que o gestor de Salvador, ACM Neto (DEM), foi “um grande árbitro” na condução do processo de escolha. “Dificilmente se poderia desejar algo mais forte, mais robusto para disputar uma eleição: uma chapa que está reunindo os três maiores partidos da oposição”, defendeu, em entrevista ao Bahia Notícias. Souto nega haver um acordo tácito para que, caso seja eleito, não dispute a reeleição a fim de que Neto seja lançado ao cargo em 2018, embora admita a possibilidade de abrir caminho para o correligionário, a depender da avaliação futura do governo democrata.

Veja mais

Multimidia

Bahia empata com Vitória e é campeão baiano

Veja os gols do 2x2 no Estádio Pituaçu

Veja mais

Quinta, 19 de Dezembro de 2013 - 21:20

Iuiú: Prefeito alega que repassou dinheiro a Câmara e diz que vereador é quem deve

por Alexandre Galvão

Iuiú: Prefeito alega que repassou dinheiro a Câmara e diz que vereador é quem deve
Entrada da cidade de Iuiú
As acusações (veja aqui) que pesam sobre Carlos Wagner Lopes Frota (PT), o Vaguinho, prefeito de Iuiú, no sudoeste da Bahia, segundo ele, são falsas. Em nota enviada ao Bahia Notícias, o petista contou a sua versão da história e alega ter depositado o duodécimo, no valor de R$ 64 mil. Vaguinho responsabilizou ainda o presidente da Câmara, Roberto Pereira. Segundo ele, “a mesa diretora da Câmara Municipal de Iuiú deixou de pagar as contribuições previdenciárias referentes a todo o período de janeiro de 2013 até o mês de novembro do mesmo ano. Com isso, gerou prejuízos para o município”. Os desfalques alegados pelo alcaide teriam impossibilitado que a prefeitura obtivesse repasses federais e fizesse convênios, o que agravou ainda mais a dívida. “O presidente da Câmara Roberto Pereira Mesquita foi procurado por três vezes pela atual gestão a fim de regularizar tal pendência [a dívida] de forma amigável. Entretanto, foi categórico em afirmar que não pagaria tal obrigação de forma injustificada”, contou. Como forma de pressionar o presidente da Casa a sanar o débito, o gestor promoveu ação de consignação de pagamento que visava o debito previdenciário da Câmara. “Nessa mesma oportunidade foi feito o deposito do duodécimo para a compensação referente ao debito previdenciário que a Câmara tem com o município, debito esse de R$ 59 mil Portanto, ao contrario do que disse o presidente da câmara municipal Roberto Mesquita o município disponibilizou sim o duodécimo do mês de novembro de 2013 à Câmara Municipal. Porém, o fez através de medidas judicial para forçar o Roberto a cumprir a obrigação legal, no caso, o ressarcimento ao município do pagamento da contribuição previdenciária em questão”, disse. O prefeito promete ainda ingressar com uma ação contra Pereira. “Já estão sendo tomadas as devidas providencias judiciais que vão deste a interpelação do vereador até ação e recuperação civil pelas ofensas proferidas”, ameaçou.

Comentar

   

Histórico de Conteudo

Abril / 2014

Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930
Site Auditado pelo IVC - Bahia Noticias

Enquete

Quais serão os reflexos do caso Pasadena no cenário da política baiana?

Artigos

Aline Castelo Branco
Educação sexual evita violência

Veja mais