Com Samuel Celestino

Receba Notícias do BN

Nome
E-mail *

Curtas do Poder

Curtas do poder

Esse povo da Bahia também parece que não entende das coisas modernas. Dia desses vieram me fazer uma fofoca dizendo que os ferries que Dotô Otto comprou estão enferrujados. Sabem de nada, inocentes. Na verdade, ele mandou customizar as embarcações, que agora podem ser chamadas de retrô. Falando em coisa antiga, o gago Domingos Leonelli é tão das antigas que até suas placas são em preto e branco. Retrô, como os novos ferries. Na coluna de hoje eu ainda revelo quem anda a destruir placas de rua dos candidatos. Não deixe de ler as Curtas do poder!

Veja mais

Pérola do dia

João Henrique

"É um pânico, um medo que eles têm de mim. São coisas que Deus dá para gente, atributos que a gente nasce, coisas sobrenaturais. Mas eles não aceitam e inventam coisas."

Ex-prefeito de Salvador, sobre o que ele acredita ser uma "vertente política" que não deseja enfrentá-lo nas eleições.

Veja mais

Entrevistas

Renata Mallet

Primeira dos candidatos ao governo entrevistada pelo Bahia Notícias nessa série, a fonoaudióloga Renata Mallet (PSTU) mostra postura firme e um discurso à esquerda mais radical. Vai desde o final das terceirizações e das parcerias público-privadas à desmilitarização das polícias, com uma parada no fim da lei de responsabilidade fiscal. Para ela, a Bahia vive uma contradição entre ricos e pobres e que somente a participação de trabalhadores e jovens pode mudar o quadro. “Nós queremos o voto daqueles que não querem que a direita retorne no nosso estado. Que estão cansados do carlismo. E também queremos os votos daqueles que tiveram esperança com o PT e perceberam que o PT os traiu. A gente quer o voto daqueles que querem a mudança na Bahia. É necessário inverter a lógica da política na Bahia, parando de priorizar e dar privilégios para os ricos e começar a pensar políticas para os trabalhadores e para a juventude. Nossa proposta é de fazer um governo que convoque os trabalhadores a governar. As mãos que trabalham na Bahia também podem governar o nosso estado. E nós contamos com eles. Com a participação do movimento. A nossa eleição tem esse objetivo de fortalecer a luta dos trabalhadores e da juventude. Porque, para nós, a única forma de melhorar o estado de sofrimento da nossa população é deixar de construir uma Bahia para os ricos e começar agora, junto com os trabalhadores e a juventude, a construir uma Bahia com e para esse setor, para os trabalhadores e a juventude, que são a grande maioria da população”, defende Renata.

Veja mais

Multimidia

Veja o lance do gol de Bahia 1x0 Corinthians

Veja mais

Sexta, 27 de Setembro de 2013 - 19:30

Estado afirma que vai pagar URV quando processos forem concluídos no TJ-BA

Em nota emitida na tarde desta sexta-feira (27), o governo do estado garantiu que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), em relação ao pagamento da Unidade Real de Valor (URV), poderá agilizar o pagamento aos servidores, que estão com ações judiciais, em que cobram reparação de perdas salariais com a troca do Cruzeiro para o Real, em 1994. O Executivo baiano ressaltou que a análise do STF “dando ganho de causa em um processo semelhante movido pelos servidores do Rio Grande do Norte, para recebimento desta diferença, servirá de parâmetro para o julgamento das ações na Bahia”. De acordo com o procurador-geral do Estado, Rui Moraes, os pagamentos serão feitos normalmente assim que os processos forem concluídos no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), sem necessidade de recurso em instâncias superiores, o que deve agilizar os processos. “O pagamento da URV aos servidores baianos ainda depende do julgamento de cada uma das ações, que serão analisadas individualmente. Os processos que estavam paralisados aguardando decisão do STF, quando houver a publicação do acórdão do Supremo, ficam liberados para o seu prosseguimento e deverão ter como parâmetro a decisão deste acórdão. O pagamento depende da finalização de cada um destes processos, que estão em fases diversas”, diz a nota do governo estadual.

Comentar

   

Histórico de Conteudo

Site Auditado pelo IVC - Bahia Noticias

Enquete

Qual a importância das pesquisas eleitorais durante a campanha?