Com Samuel Celestino

Receba Notícias do BN

Nome
E-mail *

Curtas do Poder

Curtas do poder

Enquanto Geddel diz que o PT quer chupar o PMDB, estou achando que o PMDB é quem vai chupar nessa história. E, em pleno Carnaval, fiquei sabendo que a presidente Dilma Rousseff almoçou no apartamento do Galego Wagner, que tá com cada vez mais moral no governo federal. Outro cheio de moral é Fábio Mota, que está se saindo melhor que a encomenda na prefeitura. Ainda teve ex-prefeito brigando com ex-secretário e vereador interessado em uma boa cervejinha. Quer ver mais? Clique aqui e confira as Curtas e Venenosas da semana!

Veja mais

Pérola do dia

Humberto Adami

"É preciso que o país, afastando os resquícios da escravidão negra no Brasil, se imbua no respeito aos direitos humanos".

Presidente da Comissão da Verdade da Escravidão Negra ao afirmar que vai acompanhar a apuração das doze mortes no Cabula.

Veja mais

Entrevistas

Guilherme Bellintani

Recém-chegado à Secretaria de Educação, Guilherme Bellintani traz consigo o reconhecimento da gestão que fez na Secretaria de Desenvolvimento, Turismo e Cultura de Salvador. O empresário assumiu a pasta da Educação em 1º de janeiro e encontrou uma máquina grande: 7 mil terceirizados, 7 mil professores, 140 mil alunos e 428 escolas. Os projetos já estão sendo pensados e o destaque de Bellintani é o 'Agente de Escola', que promete aproximar pais, alunos e escola na luta contra a evasão escolar. Mais detalhes sobre os planos para o biênio 2015/2016, o secretário de Educação conta na entrevista da semana do Bahia Notícias.

Veja mais

Multimidia

Veja os gols de Bahia 2x0 Catuense

Veja mais

Quinta, 04 de Abril de 2013 - 19:40

TCM denuncia ex-prefeita de São Sebastião do Passé por fraudes em contratos

TCM denuncia ex-prefeita de São Sebastião do Passé por fraudes em contratos
Tânia Portugal foi multada em R$ 36 mil
A prefeitura de São Sebastião do Passé, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), supostamente fraudou contratos firmados com empresas prestadoras de serviços na área de saúde durante o exercício de 2008. Na época, o município era governado pela ex-prefeita Tânia Portugal (PCdoB). A constatação foi feita pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) após julgar procedente, nesta quinta-feira (4), as conclusões contidas em um relatório de auditoria. Com base nas conclusões da inspeção in loco, o TCM determinou a formulação de representação junto ao Ministério Público da Bahia (MP-BA) contra a ex-gestora, imputou multa de R$ 36 mil e o ressarcimento aos cofres públicos, com recursos pessoais, de R$ 8,6 mil. O valor corresponde a serviços pagos e não realizados de colocação de calhas de concreto em estradas vicinais dos distritos e da zona rural do município. Tânia Portugal é acusada ainda de “burlar” o princípio licitatório da competitividade, já que a concorrência pública para a contratação de empresa especializada em serviços médicos apresentava sócios em comum. “Onde deveria haver o natural conflito de interesses entre os licitantes, com base no sigilo de suas propostas, indispensável para obtenção de maiores vantagens para a Administração, o que existiu na verdade foi um promíscuo conluio com o manifesto fito de fraudar o procedimento licitatório, em proveito de terceiros”, criticou o TCM. As empresas apontadas são: Gesp Serviços de Enfermagem Ltda, GMSP Serviços Médicos Ltda, Xismed Serviços Médicos Ltda e GMED Grupo de Especialidades Médicas Ltda. Além disso, constatou-se a participação concomitante de servidores públicos em empresas contratadas pela própria prefeitura, mediante licitação, para prestação de serviços na área de saúde, “atentando contra os princípios da moralidade, impessoalidade e legalidade”. Entre os denunciados estão Eulália Aparecida Soares e Mônica Carvalho Alvim, sócias da STE; Laura Maria Lisboa Azevedo e Mariana Silva Pereira, sócias da SQM e da Gesp.

Comentar

   

Histórico de Conteudo

Site Auditado pelo IVC - Bahia Noticias

Enquete

Qual o ponto mais relevante da reforma política?

Artigos

Mário Lima
A galinha e o orçamento impositivo

Com a eleição do deputado Eduardo Cunha, a reforma política está tomando corpo. Sintomaticamente, o primeiro item de uma pauta tão complexa a ser aprovado foi o orçamento impositivo. Muita gente comemorou dizendo ser a independência do Parlamento. E sabem quem entrou na discussão? A Galinha.

Veja mais

Viagem no tempo

Samuel Celestino, anos atrás
Publicada no Jornal 'A Tarde' em 02 de março de 2005: Ironia ou sabedoria

Enquanto o País, atônito, perplexo e indignado, acompanha as estripulias do presidente da Câmara, Severino Cavalcanti, com a sua indecente proposta de aumentar em 67% os salários dos deputados, passando-os de pouco mais de R$ 12 mil para R$ 21,5 mil, além da verba do gabinete que sairia de R$ 35 mil para R$ 45 mil, o presidente Lula aparece em cena e propõe 0,1% de aumento para os servidores da União.

Veja mais