Com Samuel Celestino

Receba Notícias do BN

Nome
E-mail *

Curtas do Poder

Curtas do poder

Todo processo que envolveu o rompimento do PDT com o governo estadual, foi de certa forma orientado através de ligações do Thomé de Souza. O jogo foi todo combinado com o Soberano, que depois ficou em êxtase pelo troco dado. Por sinal, ontem foi o aniversário do Soberano. Será que seu amigo João Bacelar, um verdadeiro gentleman, ligou para desejar felicidades? Mandou um telegrama, um WhatsApp, ou uma mensagem de fumaça? Parabéns, prefeito. Mas a conversa aqui é só uma: se Cesar ‘Borgi’ não tivesse imposto o desarmamento, poderia ter se defendido dos meliantes em Itaparica. Clique aqui e não deixe de ler as curtas e venenosas do Poder!

Veja mais

Pérola do dia

Zé Rocha

"Prejudicou porque o tempo passou."

Deputado federal pelo PR ao admitir que indefinição da legenda prejudicou arranjo no governo Rui Costa.

Veja mais

Entrevistas

Fábio Vilas-Boas

Escolha pessoal do governador Rui Costa (PT), o médico Fábio Vilas-Boas ocupa há 26 dias uma das secretarias mais estratégicas de um governo: a Saúde. Diferente do ex-secretário da pasta, Jorge Solla, Vilas-Boas é visto por analistas e políticos como um perfil mais técnico, que deseja deixar o legado de quem modernizou e informatizou o sistema de saúde da Bahia. “Queremos que a Bahia seja um modelo para o Brasil em referência à informatização da saúde”, exalta-se o mais novo secretário em entrevista para o Bahia Notícias. Durante a conversa com os repórteres, Vilas-Boas explica a decisão do governo do estado de extinguir das Diretorias Regionais de Saúde (Dires) para criar os Núcleos Regionais, além das dívidas do Estado com os municípios em relação ao repasse de recursos para a saúde. São quase R$ 30 milhões de dívida do governo para as prefeituras baianas. “O mais importante não é pagar o atrasado, mas sim manter o fluxo regular de pagamento”, diz o secretário que encara o desafio de regularizar as contas da pasta mesmo com a previsão do aperto de cintos pelo governador Rui Costa (PT).

Veja mais

Multimidia

Veja os gols de Bahia 3x2 Shakhtar

Veja mais

Segunda, 24 de Setembro de 2012 - 17:35

Otto acusa gestão do ferry pela TWB de caixa dois: ‘Tanto é caso de MP quanto de polícia’

por Evilásio Júnior

Otto acusa gestão do ferry pela TWB de caixa dois: ‘Tanto é caso de MP quanto de polícia’
Foto: Adenilson Nunes/Secom-BA
O vice-governador Otto Alencar, que também é secretário de Infraestrutura do Estado, prometeu encaminhar as denúncias de irregularidade na gestão do sistema ferry boat pela TWB aos órgãos competentes para investigação. “Tanto é caso de Ministério Público quanto é caso de polícia”, definiu o gestor, em conversa com o Bahia Notícias, nesta segunda-feira (24), logo após entrevista coletiva marcada para detalhar os motivos da intervenção. Além do já divulgado débito de R$ 760 mil em compra de combustível, Otto informou que foram identificados desvios de recursos de aproximadamente R$ 500 mil para outras finalidades inclusive para o braço da companhia em São Paulo , a falta de R$ 153 mil da arrecadação, estacionamento alugado pela concessionária por R$ 3 mil mensais terceirizado para a empresa da mulher do diretor da organização embora os funcionários fossem lotados na TWB , e retirada de verbas sem identificação da aplicação, no total de R$ 316.032,85. “Ou seja, caixa dois. Além de uma série de irregularidades comprovadas de forma irrefutável, em apuração feita pelo interventor, Bruno Cruz, e pelo diretor-geral da Agerba, Eduardo Pessôa”, explicou. O titular da Seinfra salientou a ajuda que teve no processo de retomada do controle do serviço do governador Jaques Wagner e dos colaboradores da própria empresa. “Quero agradecer a compreensão e o profissionalismo de todos os funcionários da empresa para que o sistema continue operando. Vamos garantir a manutenção do emprego daqueles que colaboram para a manutenção desse sistema que é tão importante para os usuários”, destacou. Como apenas três embarcações estão em condição de operar, segundo Otto, será feito o “máximo esforço” para que, no próximo feriado prolongado, de 12 de outubro, até cinco balsas realizem a travessia Salvador-Itaparica. A previsão é a de que, até o fim do ano, sete ferries reforcem a frota. “O maior problema é o Ipuaçu, que já era para ter sido recuperado, mas a TWB deixou em estado de sucateamento”, criticou. Clique aqui para ler o relatório sobre as incorreções na íntegra.

Comentar

   

Histórico de Conteudo

Site Auditado pelo IVC - Bahia Noticias

Enquete

Mesmo no começo de 2015, políticos já falam de 2016. Eleições são prioridade?

Artigos

Marcelo Nogueira Reis
IPTU/2015: E agora?

Início de ano e com ele vêm aqueles incômodos tributos, como IPTU e IPVA, que transtornam a vida de todos os Cidadãos. Especificamente em relação ao IPTU, é importante lembrar da guerra que foi o IPTU/2014, e sobre ele, com bastante antecedência (ainda em 2013!!), me manifestei (“IPTU/2014: SE PREPAREM!!”, artigo publicado no Jornal “Tribuna da Bahia” de 07.11.2013), já antecipando o que seria inevitável, ou seja, a imensa revolta de boa parte da população com a abusividade da majoração do IPTU. Naquele momento, e pela legislação vigente, já se anunciava um aumento de até 35% no IPTU dos imóveis residenciais, mais isto era apenas uma “trava” criada pela legislação, pois o “verdadeiro” IPTU, criado pela legislação da época, poderia alcançar valores estratosféricos nos anos seguintes, quando não tivessem mais as “travas”. O mesmo aconteceu em relação aos imóveis comerciais e principalmente em relação aos Terrenos. E bastou que a população recebesse os Boletos do IPTU para se constatar que a expectativa se concretizou, pois o que se viu foi uma enxurrada de impugnações, administrativas e judiciais, inclusive com o ajuizamento de várias Ações Diretas de Inconstitucionalidades junto ao Tribunal de Justiça do Estado. Todo este movimento serviu para que a Prefeitura “acordasse” e percebesse que a linha de conduta não estava correta, que de fato exagerou na majoração do IPTU/2014, e que a abusividade realmente aconteceu.

Veja mais

Viagem no tempo

Samuel Celestino, anos atrás
Publicada no Jornal 'A Tarde' em 05 de março de 1985: A Bahia no ministério

Depois de longos anos de participação discreta nos governos revolucionários, a Bahia retoma o seu prestígio político no cenário nacional se efetivamente for confirmada a destinação de três ministérios para políticos baianos, como tudo parece indicar. Há, ainda, algumas dúvidas sobre a formação do primeiro escalão do futuro governo e, dentre elas, informava-se ontem que não estava tão certa a presença de Fernando Lyra no gabinete da Casa Civil e que Waldir Pires permanecia entre a Previdência Social e o Ministério da Justiça.

Veja mais