PMDB deverá ter chapa ‘puro-sangue’ em Salvador; Michel Temer confirma presença em convenção
Foto: Divulgação
Com a provável entrada do PR no governo do Estado e a inviabilidade da união das oposições, o PMDB deverá formar uma chapa “puro-sangue” nas eleições municipais deste ano. De acordo com o presidente estadual do partido, o deputado federal Lúcio Vieira Lima, o vice da chapa encabeçada pelo radialista Mário Kertész muito possivelmente sairá das fileiras da própria sigla. “Nós não estamos tentando, nem estamos muito preocupados com isso [aliança com outras legendas]. Existe uma corrente muito forte dentro do partido que defende uma chapa ‘puro-sangue’ para não corrermos o risco de fazer compromissos com muitos partidos e sair depois loteando a prefeitura. O momento é de adotar medidas duras para consertar Salvador”, argumentou o peemedebista, em entrevista ao Bahia Notícias. Para ele, a dificuldade em conseguir apoios não acarretará problemas à administração, caso o PMDB vença o pleito, uma vez que “a equipe será montada com os melhores nomes, independentemente de partidos”. Já que Fábio Mota não se desincompatibilizou da Secretaria Nacional de Turismo a tempo de concorrer à eleição, entre os nomes mais cotados internamente para ocupar a vaga de vice está o do presidente do Esporte Clube Bahia, Marcelo Guimarães Filho, embora a escolha implique em sua saída da agremiação. “É um nome forte dentro do partido, mas ele tem a missão de cuidar do clube. Os cidadãos podem ficar despreocupados que teremos um nome que honrará o PMDB e fará que até quem não votaria em Mário Kertész vote nele”, apostou Lúcio. A definição ocorrerá antes de 29 de junho, data em que o partido fará a sua convenção municipal, no Bahia Café Hall, na Avenida Paralela. O evento, que tomará todo o dia, contará com a presença de nomes fortes da legenda, a exemplo do vice-presidente da República, Michel Temer, e do comandante nacional peemedebista, senador Valdir Raupp (RO).

Histórico de Conteúdo