Servidores municipais encerram paralisação e voltam ao trabalho nesta sexta
Antes de acordo, servidores fizeram enterro simbólico do prefeito
Os servidores municipais que paralisaram suas atividades por dez dias voltam ao trabalho nesta sexta-feira (30). A decisão foi tomada em assembleia realizada nesta quinta após reunião com o prefeito João Henrique e sua equipe, na qual a prefeitura apresentou uma contraproposta, já que havia informado anteriormente a impossibilidade de implantar este ano o Plano de Cargos e Vencimentos. Antes de receber os grevistas, o gestor foi alvo de protestos dos servidores na Praça Municipal. Vestidos de preto, eles levaram um caixão e realizaram o enterro simbólico do alcaide. “Nossas reivindicações foram atendidas parcialmente. Os servidores, que trabalham 40 horas, receberão reajuste salarial de 7%, em maio; avanço de competência de duas letras (gratificação) e reajuste de 20% no auxilio alimentação”, informou Adeniton Júnior, presidente da Associação dos Servidores em Transporte e Trânsito do Município (Astram). “Temos consciência que esse não foi o melhor acordo, pois existia uma expectativa muito grande para a implantação do plano, mas foi o que conseguimos arrancar da prefeitura. Com certeza foi melhor do que aprovarmos um plano que só traria prejuízos aos servidores”, completou. Nesta quinta, uma confusão entre o Sindseps e a Intersindical, dois sindicatos que representam os servidores municipais, terminou em uma delegacia.

Histórico de Conteúdo