Sexta, 02 de Dezembro de 2011 - 17:10

“Quem pediu para ser metrô fui eu”, diz Wagner

por Felipe Campos

“Quem pediu para ser metrô fui eu”, diz Wagner
Reprodução: Folha.com
Ainda durante a entrevista concedida ao jornalista Fernando Rodrigues, do Grupo Folha, o governador Jaques Wagner tratou sobre a questão do modal escolhido para a Região Metropolitana de Salvador e assumiu abertamente que a decisão pelo metrô em oposição ao Bus Rapid Transit (BRT) foi exclusivamente sua, sem influência de lobby do setor privado. “Quem pediu para ser metrô fui eu. Porque eu achava que BRT era um meio de transporte que ia durar pouco tempo para o volume de tráfego que a gente já tem em Salvador. Fui lá e convenci as equipes e consegui mais dinheiro com a presidenta”, afirmou. Ele tratou do tema ao falar de suspeitas de irregularidades pela decisão. “Não teve licitação feita, não teve empenho nenhum feito. Foi simplesmente anunciado. Aí, já tem a pressuposição que saiu de BRT para Metrô para poder ter uma coisa escusa. Por quê? Metrô, BRT é empreiteira que constrói. Metrô e BRT tem que comprar equipamento. [...] Vieram até me perguntar, eu disse: ‘olhe, se alguém tem culpa nesse caso, sou eu. Porque fui eu que pedi. Porque eu quero um equipamento melhor para lá’”, explicou.

Histórico de Conteúdo