Feira: MP-BA denuncia ex-prefeito por contrato irregular com cooperativa de saúde
Foto: Reprodução / Edicarlos Silva
O Ministério Público da Bahia (MP-BA) ofereceu denúncia contra o ex-prefeito de Feira de Santana, Portão do Sertão, Tarcízio Suzart Pimenta Júnior, e contra o médico Paulo César Queiroz Rocha. O promotor de Justiça Tiago Almeida Quadros acusa os dois, em ação penal pública proposta na última terça-feira (7), de cometerem crime em contrato emergencial firmado com a então CooperSaúde, atualmente RedeSaúde, para prestação de serviços por profissionais de saúde no Hospital da Mulher, em  2011. O MP-BA argumenta que a cooperativa médica, de propriedade de Rocha, foi contratada com dispensa ilícita de processo licitatório, e por preço superior ao de mercado. Conforme o promotor, ao assumir a contratação, o então gestor contratou os serviços pelo valor total de R$ 3,3 milhões, aproximadamente. Na denúncia, o órgão ainda afirma que a atual RedeSaúde não atende os requisitos legais de cooperativa, “representando verdadeira empresa de intermediação irregular de mão de obra”.

Histórico de Conteúdo