Quarta, 17 de Janeiro de 2018 - 08:05

Ultra Violet: a cor do momento na decoração

por Clara Gibson

Ultra Violet: a cor do momento na decoração

Depois do verde Greenery, que representa a natureza dentro de casa, a Pantone lança a cor do ano de 2018: a Ultra Violet. O tom de púrpura vibrante foi eleito por "comunicar originalidade, engenhosidade e um pensamento visionário", segundo Leatrice Eiseman, diretora executiva do Pantone Color Institute.

 

O Ultra Violet simboliza, entre outras coisas, a ousadia e a inovação cultural e foi muito utilizado por artistas da contracultura como Prince, David Bowie e Jimi Hendrix. Para quem deseja inovar na decoração, pode contar com esse tom para utilizar em  mobiliários e peças de decoração e design, pois ele estará em alta. De acordo com o arquiteto Stefano Diaz, o ultra violet pode trazer um toque mais moderno ao ambiente. “Pode ser utilizada em uma peça de arte, na estampa de um estofado, em objetos decorativos, seja de uma forma mais tradicional e elegante ou ousada e inesperada”, comenta ele.

 

A designer de interiores Graziella Constantino ensina que a cor pode ser utilizada em detalhes, como um complemento, mas sempre tomando cuidado com as outras cores que estão no ambiente, para não criar uma paleta de cores que não se complete. “É uma cor que não dá para ser predominante, pois deixaria o ambiente muito over”, acrescenta a designer. Paula Moura, que é arquiteta de interiores, insere tons fortes como o ultra violet em peças de destaque do mobiliário, como em uma poltrona ou na laca de um móvel de buffet, por exemplo. “Invisto também em cores nos objetos e almofadas, itens mais fáceis de serem trocados caso os clientes cansem”, conta ela.

 

Stefano comenta também que o ultra violet é uma cor que consegue se sair bem em todas as estações. “Combinado com tons claros, fica alegre. Com tonalidades mais escuras, fica mais fechado e sóbrio”, comenta. Para combinar com o poderoso roxo eleito pela Pantone, Stefano indica o ocre, tons pasteis, cobre, rosa claro. Graziella acrescenta também o cinza e o branco para elaborar um ambiente mais delicado. Para um espaço mais alegre, Paula indica a mistura com o amarelo, ou mesmo o mostarda, e inclui o verde pistache na paleta.

 

Por mais que o tom seja inovador e democrático, é necessário confiar na sensibilidade e experiência do decorador ou arquiteto de interiores na hora de decorar o ambiente.

Histórico de Conteúdo