Mulher trans vai poder jogar na liga feminina de futebol australiano
Foto: Reprodução / Twitter

A Federação Australiana de Futebol anunciou em comunicado oficial que a transexual Hannah Mouncey poderá participar do campeonato nacional feminino da segunda divisão. A atleta foi vetada anteriormente por ter 1,90 de altura e pesar cerca de 100 quilos. "Estou feliz, mas não vou agradecer à Federação. Acho que seria totalmente inapropriado já que é algo que qualquer australiana pode fazer", contou ela na sua conta pessoal no Twitter. De acordo com o site da revista Cosmopolitan, Hannah costumava jogar handebol em competições masculinas, iniciando o processo de transição de sexo em 2015.

Novo medicamento contra câncer de mama é liberado para ser vendido no Brasil
Foto: Divulgação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou a comercialização de mais um tratamento contra o câncer de mama no Brasil. O medicamento se chama palbociclibe, da farmácia Pfizer, voltado especificamente para os casos avançados nos quais a doença já acometeu boa parte da região ou se espalhou para outros locais do corpo. O medicamento é indicado para mulheres que estão na pós-menopausa com tumores nos seios que não possuem relação com o gene HER-2, que correspondem a 60% dos casos de câncer de mama.

 

Nesses casos, o palbociclibe entra como primeiro tratamento de escolha, juntamente com o letrozol, um tipo de hormonioterapia que consegue inibir a ação do estrogênio nas células cancerosas quando o tumor já invadiu outras localidades. A palbociclibe, em ação conjunta com a hormonioterapia, é capaz de frear a progressão do câncer por 25 meses. Esse resultado foi melhor do que o obtido pela associação do medicamento com uma pílula sem qualquer efeito real, que garantiu não mais do que 14 meses de sobrevida livre de progressão da doença.

 

De acordo com o site da revista Saúde, o fármaco também pode ser prescrito para mulheres adultas de qualquer faixa etária nas quais aquele tipo de câncer de mama tenha avançado mesmo depois do uso de alguma hormonioterapia isolada. Para esses casos, o medicamento entra como uma segunda linha de tratamento, junto com uma substância chamada fulvestranto. Vale ressaltar que os meses de sobrevida não necessariamente se referem a meses a mais de vida, e sim mais tempo com a doença controlada.

Marca promove campanha de aceitação criando manequins com sardas, vitiligo e estrias
Foto: Divulgação

A marca Missguided ganhou destaque no ano passado depois de anunciar que pararia que retocar digitalmente as estrias das modelos em seu site. Agora, ela criou uma campanha para incentivar as mulheres a abraçarem as suas particularidades, criando manequins diferenciados para as suas lojas físicas. A campanha se chama #MakeYourMark e foi pensada para fazer com que as mulheres se sentissem representadas. De acordo com o site Estadão, os novos manequins apresentados pelas lojas, além de terem diferentes etnias, também apresentam estrias, sardas e até mesmo vitiligo. Eles foram feitos pela própria marca em parceria com maquiadores profissionais e estão expostos em duas franquias da Missguided em Londres.

Center Lapa recebe Desfile da Diversidade com modelos plus size
Foto: Divulgação

Neste sábado (24), a partir das 14h30, acontece no Shopping Center Lapa o Desfile da Diversidade, que propõe a exaltação da beleza e diversidade das mulheres baianas, a partir de modelos com manequins variados. Para Adriana Santos, uma das idealizadoras, o desfile “não será apenas um desfile com mulheres Plus Size e Slim, mas um desfile com mulheres reais. Será um momento de empoderar a beleza da mulher baiana”, afirma.

 

Na passarela, as consumidoras poderão encontrar as peças da nova coleção da loja de moda praia e fitness Le Seducción. A stylist e proprietária da marca, Edna Carneiro, diz estar ansiosa para mostrar ao público as novas peças de moda praia que traz referências regionais. “As nossas consumidoras nos espiraram a trazer uma coleção criativa e que respeita o nosso biótipo. Por isso vamos apresentar opções de biquínis, cangas e body com as principais tendências de estampas: florais, mandalas e tribais”, completa. Segundo ela, a marca há mais de três anos produz peças para mulheres com manequins de tamanhos 42 a 62.

 

O Desfile da Diversidade faz parte do projeto “Verão Center Lapa”, que durante este mês oferece ao público atividades e eventos gratuitos que destacam a importância da qualidade de vida e bem-estar no dia-a-dia. Mais informações sobre o projeto podem ser obtidas nas redes sociais do shopping (@centerlapaSSA).

Comandante de instituição de ensino da PM é exonerado por assédio no RJ
Foto: Arquivo Pessoal

A Polícia Militar do Rio de Janeiro exonerou o tenente-coronel Ricardo Santarém de Salles, do comando do Centro de Qualificação de Profissionais de Segurança (CQPS), localizado em Sulacap, na Zona Oeste. O centro funciona como instituição de ensino da PM. A demissão foi publicada no boletim da corporação nesta quinta-feira (22). Santarém assumiu o comando do CQPS em 1° de fevereiro de 2017. Relatos de policiais do local contam que, quando ficou à frente da unidade, o tenente-coronel definiu que teria duas secretárias, que seriam obrigatoriamente do sexo feminino, para serem tratadas como “criadas” do comandante. A corporação confirmou por meio de uma nota a existência de denúncias contra o oficial e acrescentou que a Corregedoria Interna investiga os fatos. Para ficar no lugar de Santarém, foi nomeado como tenente-coronel o oficial Maximiniano Bresciani. A cerimônia de passagem do comando deve ocorrer na tarde desta sexta (23).

 

Segundo relatos, as policiais que ocupavam as funções de ordenança eram obrigadas a cozinhar para o tenente-coronel, tarefa que fugia à essência das atribuições. Por causa disso, as mulheres acabavam sendo ridicularizadas também por outros policiais e eram comumente chamadas de “ricardetes”. De acordo com relatos obtidos pelo G1, o tenente-coronel também reclamava da forma como os alimentos eram cozidos e dizia às secretárias como deveriam ser preparados. Um policial também contou que o comandante fazia com as secretárias lavassem a louça que ele sujava. Segundo outro depoimento, a sala do tenente-coronel era próxima à pequena copa do CQPS, mas o oficial fazia questão de largar o prato em cima da mesa da secretária para que ela lavasse. “Uma vez, uma menina estava na seção conversando com outro policial e ele quis chamar ela. Mas, em vez de chamá-la, bateu palma, como se ela fosse uma mucama”, disse outro depoimento.

Garota cria ONG para distribuir bonecas negras para meninas carentes
Foto: Pixabay

Uma garota nos Estados Unidos criou uma ONG para distribuir bonecas negras para meninas carentes. Zoe Terry, de 11 anos, quer que as jovens saibam que "sua imagem é bonita". A menina conta que conheceu a Zoe's Dolls (Bonecas da Zoe, em português), quando tinha cinco anos, pois na época sofria bullying por causa da cor da pele e por seu cabelo.

 

A mãe da menina, Nakia Bowling, diz que tentou transformar o bullying que a filha sofria em um aprendizado e a encorajou a ter confiança com a cor da sua pele. "Ela não deixou aquilo determinar o seu futuro, ela determina o próprio futuro", disse ela. Por causa disso, Zoe teve a ideia de distribuir bonecas negras para outras meninas, como um jeito de ajudá-las a se aceitarem como são. "Eu queria muito achar um jeito de mostrar para pequenas meninas negras que a imagem delas é bonita, não importa o que outros digam", contou ela à ABC News. "E eu pensei 'Bonecas com a imagem delas seria uma boa forma de mostrar isso'", completou.

 

O projeto Zoe's Dolls começou em 2011 e desde então já recebeu e doou mais de 20 mil bonecas. Segundo o site do Estadão, a meta da menina é criar uma linha de bonecas própria e vendê-las, com a intenção de que cada boneca vendida seja doada.

Conglomerados lançam iniciativa para proteger saúde dos modelos
Foto: Divulgação

A LVMH, que comanda grifes famosas como a Louis Vuitton e Dior, e a Kering, da qual fazem parte marcas como Gucci e Balenciaga, lançaram juntas o site WeCareForModels.com, que fornece informações e conselhos profissionais sobre saúde mental e física para modelos. A iniciativa faz parte de um novo comprometimento das marcas com o bem estar dentro e fora das passarelas. Depois de diversos escândalos, maus tratos e abusos sexuais foram expostos na mídia, uma lei francesa surgiu para garantir que as condições de trabalho no meio da moda fossem melhoradas e o tema tem ganhado bastante relevância. Em maio de 2017, por exemplo, uma nova legislação surgiu para regularizar o uso de Photoshop nas campanhas de marcas e também lançou diretrizes de saúde para o mercado. Tendo isso em vista, o site oferecerá conselhos nutricionais e dicas sobre bem-estar para que modelos lidem com o estresse da profissão.

 

O secretário geral da LVMH, Marc-Antoine Jamet, afirmou ao Business of Fashion que a plataforma serve também para incentivar o comprometimento das duas companhias com a segurança e proteção das modelos. No ano passado, a Louis Vuitton foi alvo de discussão quando a modelo Ulrikke Hoyer denunciou uma diretora de casting da marca por sugerir que a modelo consumisse apenas água por um dia inteiro para participar de um desfile. No ano passado, as marcas se comprometeram a não contratar mais modelos abaixo do peso.

Pesquisa revela que 94% das mulheres em Hollywood já sofreram assédio sexual
Foto: Reprodução / Youtube

Uma pesquisa produzida pela USA Today apontou que 94% das mulheres de Hollywood já sofreram abusos ou assédios sexuais. A pesquisa foi conduzida em parceria com a The Creative Coalition e com a Women in Film and Television, e conversou com 843 mulheres que trabalhavam em posições diversas em Hollywood sobre comportamentos sexuais no ambiente de trabalho. De acordo com o site da revista Claudia, "comentários sexuais inapropriados, piadas e gestos para você ou sobre você" eram as condutas mais comuns descritas pelas entrevistadas. 64% delas disseram ter recebido convite para sexo, 69% disse que foram tocadas de uma forma sexual e 21% disseram que foram forçadas a fazer algo sexual.

Sexta, 23 de Fevereiro de 2018 - 08:05

O amor é exercício. Precisa de tempo!

por Aline Castelo Branco

O amor é exercício. Precisa de tempo!

Sempre achei que essa habilidade do ser humano contemporâneo de terminar rapidamente um relacionamento e começar o mais depressa possível outro acabaria banalizando o “amor”. É que cresce o número de pessoas que tendem a chamar de amor mais de uma de suas experiências de vida. Na verdade o que move essa vontade de encontrar alguém e amar é a esperança. E por isso, vão se tentando, tentando, tentando…. Mas há um exercício errado aí. Em vez de haver mais pessoas atingindo mais vezes os elevados padrões do amor, esses padrões foram baixados.

Como resultado, temos noites avulsas de sexo que acabam sendo  referidas pelo codinome de “fazer amor”. Mas na verdade o que é fazer amor? E quando podemos de corpo e alma, declarar Eu Te Amo a alguém? Eu te amo não diz tudo, minha gente. O indivíduo é iludido por essas três palavrinhas e se dá mal. O amor só vira amor quando o outro tem real interesse na sua vida, quer ver sua felicidade acima de tudo, te encoraja para seus medos, te escuta mesmo não querendo, entende mesmo discordando e acima de tudo, respeita. Mas para que tudo isso dê certo e se realize  precisamos de tempo, ouviu bem? Tempo.

 É como numa academia. Levamos meses, anos para moldar nosso corpo. O amor também merece contornos estruturais elaborados, mas  sem cirurgias.

Como diz Bauman: “o amor é uma hipoteca baseada num futuro incerto e inescrutável”. Talvez, por isso, o amor é tão atemorizante quanto a morte. Não sei se amor, mas a entrega e o desejo de compartilhar com outrem algo bom, real e agora. O medo do desconhecido torna natural e, ao mesmo tempo, fútil o desejo de desfrutar, entregar e querer bem. Tentação pra se apaixonar, tem de monte, mas acertar o exercício é sempre difícil!

 

 

Aline Castelo Branco é jornalista, escritora , educadora sexual e  apresentadora do confessionário

@brancoaline

aline@mundodaintimidade.com.br

Fox Sports tem data para iniciar seleção de mulheres para narrar a Copa do Mundo
Foto: Reprodução

A Fox Sports vai iniciar, na próxima segunda-feira (26), o processo seletivo para contratar três narradoras para trabalhar na Copa do Mundo de 2018 para o canal Fox Sports 2. A curadora do projeto, intitulado Narradoras, é a apresentadora Vanessa Riche.

 

Dispensada do SporTV em outubro do ano passado, Vanessa Riche foi contratada pela Fox Sports no último dia 15 deste mês. A jornalista também atua como professora em aulas de formação profissional para a televisão. A Copa do Mundo da Rússia está marcada para acontecer entre os dias 14 de junho e 15 de julho.

Foto: Divulgação/ Fox Sports

Band anuncia o fim do programa 'Donos da Bola' depois de polêmica
Foto: Reprodução / TV Goiânia

A afiliada de Goiás da TV Band decidiu encerrar o programa Donos da Bola, depois da repercussão negativa do quadro "Desafio das Musas", em que perguntas de duplo sentido e com cunho sexual foram direcionadas a torcedores. O anuncio saiu na tarde desta quinta-feira (22), em um texto publicado no Facebook do canal. "Pedimos desculpas por quaisquer constrangimentos causados, e como prova de que não compactuamos com o conteúdo veiculado, nem qualquer tipo de discriminação, a emissora decide desde já pela RETIRADA do programa do ar", escreveu a emissora, desculpando-se pelo quadro. O Desafio das Musas ganhou repercussão nacional depois que uma torcedora do Goiás, a musa Karol Barbosa, esteve presente no programa e recebeu perguntas de cunho machista (veja aqui). De acordo com o site Uol Esporte, a Band de São Paulo fez pressão sobre a afiliada e pediu para a diretoria goiana "resolver a questão). Com isso, o grupo do Centro-Oeste optou por encerrar o programa.   

Mulheres fazem protesto a favor da legalização do aborto na Argentina
Foto: Reprodução / Pinterest

Milhares de mulheres se reuniram na última segunda-feira (30) em frente ao Congresso da Argentina, em Buenos Aires, com o objetivo de pedir pela descriminalização do aborto. O movimento aconteceu a partir de uma campanha virtual, ocorrida no dia anterior, que transformou a ação no assunto mais comentado no país nas redes sociais. De acordo com o site da revista Claudia, as organizadoras fazem parte da Campanha Nacional pelo aborto Legal, Seguro e Gratuito, pedindo que manifestantes levassem lenços verdes, símbolo do movimento que apresentou em seis ocasiões a proposta parlamentar de uma lei de interrupção voluntária da gravidez. De acordo com a dirigente da organização Plenária de Mulheres, Vanina Biasi, a proposta voltará a ser levada ao Congresso nos próximos dias. Um processo semelhante já aconteceu outras vezes, no entanto, acabou perdendo a vigência por não ter sido discutida pelos parlamentares. Segundo as entidades responsáveis pelo movimento, a atual proibição faz com que entre 50.000 e 100.000 mulheres sejam hospitalizadas depois de realizar o procedimento de forma clandestina. O Ministério da Saúde local estima que são praticados meio milhão de abortos ao ano na Argentina.

Atriz chilena será a primeira mulher trans a apresentar o Oscar
Foto: Reprodução / Instagram

A chilena Daniela Vega, que está atuando no filme Uma Mulher Fantástica, concorrente à categoria de melhor filme estrangeiro no Oscar, se tornará a primeira transexual a ser escalada para apresentar a premiação, que acontece no dia 4 de março. A escolha não foi por acaso. De acordo com o site da revista Cosmopolitan, depois da polêmica envolvendo a falta de indicação a pessoas negras em 2016, que levantou a hashtag #OscarsWhite, quem assumiu a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (AMPAS) foi John Bailey, que assumiu a presidência da academia no ano passado com a missão de dar mais espaço à diversidade no evento.

Bahia Notícias é o 1º site de notícias baiano a atingir 1 milhão de curtidas no Facebook

O Bahia Notícias atingiu nesta quinta-feira (22) a marca de 1 milhão de curtidas na página oficial do site no Facebook. O número confirma o BN como a maior página de notícias da Bahia na rede social, com quase 180 mil de curtidas a mais do que o segundo colocado. A marca é relevante e consolida o investimento do Bahia Notícias em interações nas redes sociais – apenas no Facebook o site alcança uma média superior a 2 milhões de interações por mês entre leitores orgânicos. Com um time completamente focado em redes sociais, sob o comando dos social media Paulo Victor Nadal e Tiago Dias, o BN também está presente em outras redes, como o Twitter, onde possui 436 mil seguidores, e no Instagram, com 121 mil seguidores. “Utilizamos as redes sociais para ampliar o nosso alcance e solidificar o Bahia Notícias como uma referência no jornalismo online da Bahia. A marca de 1 milhão de curtidas no Facebook é reflexo do empenho e dedicação da equipe e também do acompanhamento das mudanças nas redes sociais”, ressalta o diretor-executivo do site, Ricardo Luzbel. “Somos os maiores da Bahia no Facebook, mas para nós os leitores continuam sendo o mais importante”, completa o também diretor Samuel Celestino. Acompanhe o Bahia Notícias no Facebook, no Twitter e no Instagram!

Sobrancelhas rabo de peixe são a nova tendência inusitada no Instagram
Fotos: Reprodução / Instagram

A criatividade das mulheres parece estar se superando cada vez mais. Depois da sobrancelha despenteada e colorida, a moda agora é o estilo que atende pelo nome de rabo de peixe. O efeito consiste em dar "um corte" em uma das extremidades da sobrancelha a fim de produzir o formato de um rabo de peixe. Na verdade, não é preciso realmente usar a lâmina. O visual pode ser alcançado a partir de lápis e maquiagem para imitar um corte na sobrancelha. De acordo com o site do jornal Extra, o estilo começou a bombar depois da postagem da especialista em maquiagem Huda Kattan, que tem mais de 14,2 milhões de seguidores nas redes sociais. Seguindo a influencer, muitas mulheres já estão aderindo à moda no Instagram, como a modelo americana Rio Summers, por exemplo.

 

 

 

Goiás repudia perguntas eróticas de programa esportivo à musa do clube
Foto: Reprodução/ TV Goiânia

A versão goiana do programa Os Donos da Bola, da Band, exibida pela afiliada TV Goiânia, causou polêmica ao fazer perguntas eróticas e constrangedoras à Karol Barbosa, candidata a musa do Goiás, na última quarta-feira (21). O quadro Deafio das Musas causou revolta dos torcedores e do próprio clube nas redes sociais. O Esmeraldino afirmou que tomará medidas cabíveis.

 

"Reiteramos o total repúdio ao constrangimento causado a nossa Musa Karol Barbosa, no programa Os Donos da Bola. Medidas serão tomadas nos próximos dias", repudiou o clube através da sua conta oficial no Twitter.

 

"Para uma musa não sofrer dores localizadas, é importante o médico colocar compressa?", "Você é musa aberta às colocações dos outros?", "Em um clássico contra o Vila, se o juiz põe pra fora, você mete a boca?", foram algumas das perguntas feitas a Karol Barbosa, de 23 anos. Durante o programa, a candidata à musa do Esmeraldino demonstra desconforto com as perguntas de duplo sentido e tentou escapar das respostas. Em entrevista ao site UOL, o coordenador do núcleo artístico da TV Goiânia, Leandro Vieira, defendeu o programa.

 

"É um programa descontraído, tem um tom humorístico. A gente não está fazendo algo para contribuir com a discriminação de mulheres, jamais. Não tem nada a ver com isso, é um quadro de humor", disse ele, que ainda acusou o clube de não ter preparado a moça para as perguntas. "Ela chegou aqui sozinha, tadinha, veio de moto. Veio despreparada, acharam que não fosse repercutir. É uma brincadeira, não tem maldade”, completou.

 

Confira um trecho do programa que causou polêmica:

 

Veja a nota de repúdio do Goiás:

Alguns torcedores se manifestaram no Twitter:

 

Casamento all white é nova tendência entre as noivas e sinônimo de elegância
Fotos: Reprodução / Pinterest

O branco simboliza a pureza e está presente em muitos detalhes nas decorações de casamento, desde o vestido de noiva até nos arranjos de flores. Há algum tempo, o branco tem sido a escolha preferida de casais que temem uma paleta de cores da qual possa se arrepender depois. Por isso, agora o branco sai dos detalhes do casamento para se tornar a cor principal. A ambientação da festa "all white", com branco e somente branco até mesmo nos detalhes virou sinônimo de sofisticação e elegância. De acordo com o site da revista Claudia, o tom traz amplitude aos ambientes e é a opção perfeita para decorações atemporais. A cor também combina com decorações mais clean, assim como com as composições exuberantes e imponentes. A escolha do mobiliário e dos arranjos é que darão o tom a decoração. A tendência também se estende para o vestuário. Muitos casais estão optando por vestir madrinhas e padrinhos também de branco, colocando um fim na exclusividade no visual da noiva.

 

 

 

 

Quinta, 22 de Fevereiro de 2018 - 08:05

Quando procurar a terapia de casal?

Quando procurar a terapia de casal?
Foto: Freepik

O relacionamento vai mal, os momentos de discussão são muito mais presentes que os de carinho, passeios são raros, o desejo só de vez em quando ... Pode ser uma fase ruim, pode acontecer com qualquer casal e não significa o fim de linha necessariamente. Para os querem tentar, por achar que vale a pena, a terapia de casal pode ajudar.

Assim como pessoas com problemas de ordem comportamental ou coisas do tipo procuram por psicólogos, casais também tem essa opção. A terapia de casal pode ser muito eficiente para ajudar na resolução de problemas que o próprio casal não consegue lidar, o terapeuta age nas condições de cada parte buscando sempre resolver cada coisa com uma compreensão.

Segundo o site de saúde e bem estar Minha Vida, a terapia é para quando o problema surge e o casal já não sabe mais como lidar, aqueles que estão começando agora, sem nada de muito grave ou pontual para atrapalhar a relação, não tem muita necessidade.

Ainda segundo o minha vida: A suspeita de traição ou a traição confirmada por um dos parceiros é a causa que traz mais casais ao consultório, além de questões ligadas à sexualidade, filhos, estariam entre as queixas mais frequentes.

Podendo variar de caso em caso, a terapia dura uns 3 meses em média.

PGR quer que STF garanta para mulheres 30% dos recursos públicos de campanhas
Foto: Beto Barata / Presidência da República

Procuradora-geral da República, Raquel Dodge acredita que o percentural previsto em lei para o financiamento público de campanhas eleitorais é insuficiente para proteger o direito político feminino. Apesar do artigo 9º da Lei 13.165/2015 assumir que partidos devem aplicar no mínimo 5% e no máximo 15% dos recursos públicos de campanha na promoção de candidatas, a PGR afirma que a norma é inconstitucional e que deveria ser pelo menos de 30%. O valor de 30% se adequaria ao sistema de cotas para candidaturas. O manifesto foi enviado por Dodge ao Supremo Tribunal Federal (STF) na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 5617, matéria que será avaliada ainda este ano pela corte. No documento Dodge questiona o prazo de três eleições, previsto pela lei, para a vigência da destinação dos recursos financeiros às campanhas de mulheres, apontando que cinco anos – ou duas eleições municipais e uma geral – não são suficientes para alterar a desigualdade histórica de gênero que se reflete na baixa presença de mulheres na política brasileira. “Temas como violência contra a mulher, misoginia, inserção e igualdade no mercado de trabalho, garantia de direitos reprodutivos, entre outros, não podem ser adequadamente discutidos sem a presença de mulheres no Parlamento”, afirmou a procuradora. Se a situação do financiamento permanecer como está, partidos políticos e coligações somente poderão reservar, no máximo, 15% dos recursos públicos exclusivos para financiamento de campanhas de de mulheres, enquanto podem aplicar até 85% desse montante em campanhas de homens. A procuradora-geral acredita que definir um teto para o investimento em candidaturas femininas impossibilita que, por exemplo, partidos distribuam de forma igualitária   recursos públicos para financiamento das campanhas. “A participação política em condições reais de igualdade é imprescindível ao empoderamento das mulheres e sua afirmação como cidadãs e verdadeiros sujeitos de direitos”, declarou.

Distrito Federal é o único lugar do Brasil onde as mulheres ganham mais que os homens
Foto: Reprodução / Pixabay

A última Relação Anual de Informações Sociais (Rais), divulgada pelo Ministério do Trabalho, apronta que as mulheres do Distrito Federal são as únicas que ganham mais do que homens no país. A média de salário entre as mulheres é de R$5.261,80 enquanto a dos homens é de R$5.196,10. A diferença, portanto,  não chega a R$100. O cálculo dos valores foi feito com base nos últimos 10 anos. Segundo a pesquisa, somente 38% dos 1,25 milhão de trabalhadores que moram na região pertencem ao gênero feminino. A explicação para o resultado é que boa parte dessas mulheres (29,5%) ocupa cargos de nível superior na administração pública.

 

De acordo com o site da revista Cosmopolitan, essa é uma das poucas áreas que concentram mais mulheres do que homens a nível nacional, chegando a 59%. Completam a lista as ocupações de auxiliar de escritório, assistente administrativo e vendedora no comércio de varejo. O estudo também demonstra pequenos avanços em relação ao passado. Em 2007, as mulheres representavam cerca de 40% da força de trabalho do país e ganhavam 17% a menos do que os homens. Esses números agora passaram para 44% e 15%, respectivamente.

Quarta, 21 de Fevereiro de 2018 - 17:00

Jovem espanhola recebe negativa de emprego por não ser homem

Jovem espanhola recebe negativa de emprego por não ser homem
Foto: Reprodução / Twitter

A espanhola Carla Forcada, que se candidatou ao cargo de executiva de contas da empresa de comunicação Impulsa Comunicación e, ao ser negada, recebeu como justificativa o fato de ela não ser homem. "Buscamos um rapaz, porque as contas que trabalhará são Carglass e Coca-Cola", dizia o email que ela recebeu. "Acredite em mim, eles precisam de um homem para aguentar o ritmo, as visitas, receber produção, etc", continua a mensagem, que foi compartilhada pela jovem em seu perfil no Twitter na quarta-feira (14). Desde então, a imagem já teve mais de 3 mil retweets e quase 2,9 mil curtidas.

 

No dia em que foi postado, o tweet chegou às empresas citadas pela Impulsa, que responderam à mensagem dizendo que não apoiam a atitude e defendem a igualdade de gênero. "A companhia Coca-Cola não trabalha com a Impulsa Comunicación e rechaça esse tipo de respostas discriminatórias. Contamos com uma política de contratação inclusiva, diversa e igualitária. Lamentamos ver nosso nome relacionado com esta resposta discriminatória e infeliz", escreveu o perfil da Coca Cola na Espanha. A Carglass, empresa especializada em vidros para automóveis também se manifestou pelo Twitter sobre o ocorrido. "Olá, Carla. Pedimos desculpas pessoalmente para você e para todas as pessoas ofendidas por essa mensagem. Nós também estamos. Já expressamos nossa posição para a Impulsa Comunicación. Nossa empresa promove igualdade de gênero e atitudes como essa não nos representam", publicou a empresa.

 

De acordo com o site da revista Claudia, o jornal espanhol ABC entrou em contato com o diretor da Impulsa, Pere Terés, que se desculpou pelo ocorrido e convidou a candidata para integrar a equipe. "Nós somos uma empresa de transparência com a igualdade, não é aceitável, sob nenhuma circunstância, qualquer tipo de discriminação", informou.

Rastreamento do Câncer de Mama atende mulheres em Conquista e Caraíbas
Foto: Divulgação

O programa Saúde sem Fronteiras Rastreamento do Câncer de Mama inicia na próxima segunda-feira (26) o cronograma de atendimento na região de Vitória da Conquista. Até 7 de junho, serão visitados 19 municípios, com meta de atendimento de 22.355 mulheres na faixa etária de 50 a 69 anos. Inicialmente serão visitados os municípios de Vitória da Conquista e Caraíbas. Em Vitória da Conquista, a unidade móvel estará estacionada na Avenida Brumado, no Centro Cultural Glauber Rocha, de 26 de fevereiro a 14 de março, com capacidade de 200 mamografias bilaterais por dia. No município, 2.100 mulheres estão aptas a realizar o exame. Já em Caraíbas, a unidade móvel estará de 26 de fevereiro até 2 de março na Praça Exupério Silva, centro da cidade. Um total de 706 mulheres estão dentro da faixa etária preconizada pelo Ministério da Saúde. Para ser atendida, é necessário apresentar o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), documento de identidade e comprovante de endereço. Para as mulheres com diagnóstico positivo, o tratamento cirúrgico, quimioterápico ou radioterápico será realizado em unidades de alta complexidade em oncologia.

Serviço de aborto legal em hospital de referência é desativado em SP
Foto: Pixabay

O primeiro hospital da América Latina a oferecer aborto legal teve o serviço interrompido de forma definitiva pela prefeitura de São Paulo. O Hospital Municipal Arthur Ribeiro Saboya, na Zona Sul, a partir de agora está encaminhando as pacientes que desejam realizar o procedimento para outras unidades.

 

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), o Hospital do Jabaquara, como é popularmente conhecido, não realiza ações do programa Aborto Legal desde novembro de 2015, mas segundo um documento encaminhado à Defensoria Pública, com assinatura do coordenador de gestão dos hospitais municipais, Luiz Caro Zamarco, o serviço parou de ser oferecido oficialmente a partir de julho do ano passado, durante a gestão do prefeito João Dória (PSDB). Em nota enviada ao site da revista Marie Claire, a SMS informou que a unidade deixou de realizar o procedimento "devido a pedido de demissão da profissional da unidade, no mês anterior daquele mesmo ano".

 

No Brasil, a legislação permite que uma gravidez seja interrompida em caso de estupro, risco de vida materna e em gestantes portadoras de fetos com anancefalia. No entanto, as solicitações de atendimento pelo Aborto Legal, segundo a SMS, "não são consideradas de urgência, não exigindo assim pronto atendimento". A paciente enquadrada nas exigências citadas deve buscar orientação em uma unidade de saúde em dia útil e será atendida por uma equipe de profissionais que conta com psicólogo, assistente social e médico. "Para os casos de crianças, adolescentes e mulheres vítimas de violência sexual e doméstica, é importante enfatizar que todas as unidades de saúde da rede municipal estão orientadas a garantir o acesso a serviços que devem ser acessados imediatamente após a agressão, visando à prevenção das consequências decorrentes desse ato", diz o documento.

Bahia Notícias moderniza aplicativo para iOS e Android; baixe agora

Facilitar o acesso à notícia é uma das prioridades do Bahia Notícias. Pensando nisso, a equipe de tecnologia da informação do site modernizou o aplicativo do site, com um perfil mais limpo e leve, tornando possível acompanhar as principais notícias de Salvador, da Bahia, do Brasil e do mundo na tela do seu celular. A ferramenta está disponível na App Store, da Apple, e PlayStore, da Android, e pode ser baixada facilmente em ambas as lojas de aplicativos dos sistemas operacionais. A nova versão do app permite acompanhar a página principal do site e também as colunas Esportes, Holofote, Cultura, Saúde, Justiça, Municípios e Mulher, além de possibilitar que o usuário receba as notificações das principais notícias em tempo real. O aplicativo é também muito leve: ocupa pouco mais de 10mb da memória do smartphone. Fique atualizado com as principais notícias, baixa aqui o aplicativo para iOS e para Android!

Quarta, 21 de Fevereiro de 2018 - 11:00

Remédio que combate depressão pós-parto pode ser aprovado

Remédio que combate depressão pós-parto pode ser aprovado
Foto: Pixabay

A revista científica inlgesa The Lancet anunciou resultados sobre o estudo de um novo medicamento aprovado para tratar a depressão pós-parto. De acordo com um estudo publicado em 2016 no Jornal of Affective Disorders, a depressão pós-parto é um transtorno que atinge uma em cada quatro brasileiras.

 

Segundo dados da revista Veja, 11% das mulheres ficam deprimidas em algum momento do primeiro ano da maternidade, no entanto, menos de 15% das mães que se encaixam nesses dados recebem algum tipo de tratamento. A doença se manifesta quando há mudanças nos níveis de progesterona e alopregnanolona, aumentando em até 30 vezes sua quantidade, retornando abruptamente aos níveis aceitáveis depois que o parto acontece.

 

A alopregnanolona, também produzida por células cerebrais, incluindo neurônios que causam estresse, influencia nos receptores GABA, responsáveis pela regulação da excitabilidade dos neurônios. Como os níveis desse hormônio caem drasticamente, as células GABA demoram de acompanhar o processo e voltam muito lentamente ao normal. É provável, portanto, que seja esse atraso que provoque os sintomas depressivos nas mulheres.

 

De acordo como site da revista Claudia, no estudo, os pesquisadores descobriram que a ingestão de Brexanolona, componente da nova medicação, durante 60 horas, foi capaz de reduzir os sintomas depressivos.

Estágio o início da vida profissional! Dicas para se candidatar a uma vaga
Foto: Pinterest

É bastante recomendado que os universitários tenham experiências de estágio antes de se graduarem. De acordo com a psicóloga Emile Cerqueira, mesmo quando são obrigatórios, os estágios são essenciais para a formação do estudante como profissional. "Há um diferencial muito grande nos estudantes que se formam com estágio e os que se formam sem estágio", diz ela.

De acordo com a psicóloga, o processo seletivo para o mercado de trabalho começa na própria universidade. "O professor que está ali dando aula é o que pode te indicar, te encaminhar futuramente", exemplifica ela. Emile também cita a própria carreira como exemplo: "Em cinco anos de empresa, as minhas professoras que me ensinaram são as que mais indicam o meu consultório ou clientes pro meu consultório" diz ela.

Na hora de elaborar o currículo, a objetividade deve ser a maior prioridade. “O propósito do currículo é facilitar seu primeiro contato com a empresa que vai te selecionar e também facilitar o trabalho do recrutador”, explica. “Quanto menos informações você colocar ali, mais fácil fica o processo de seleção do seu currículo”, completa a psicóloga. Em caso de necessidade de foto, deve ser colocada uma foto 3x4, profissional, não a mesma utilizada nos perfis das redes sociais. Sobre as experiências profissionais, devem ser colocadas as quatro últimas, da mais atual até as mais antigas. Sobre o design do currículo, a profissional explica: “Não precisa colocar enfeite, o currículo é preto e branco com letras simples, não precisa de muitos detalhes”.

Quanto ao processo seletivo dentro de uma empresa, ao chegar na seleção, o estudante precisa ter postura ao falar, passando segurança para quem está fazendo a entrevista. "Por mais que você não tenha muita experiência, quando você demonstra que quer fazer aquilo, que gosta daquilo, quando tem um interesse em aprender, isso já se torna um diferencial", ressalta a psicóloga. A pontualidade e o vestuário também contam muito na hora da entrevista. O candidato deve usar uma roupa adequada ao ambiente, nada muito informal como sandálias, shorts, saias curtas e bonés, por exemplo. É igualmente válido pesquisar sobre a empresa para a qual se está prestando a entrevista, ao fazer isso "você pode acertar muito ou já ter um ponto pelo fato de você dizer na entrevista que sabe onde você está” , recomenda a psicóloga, afirmando que essa atitude demonstra segurança por parte do candidato.

Outro quesito abordado pela psicóloga foi a respeito das dinâmicas em grupo. Segundo ela, é preciso que o candidato interaja e participe da dinâmica. É preciso observar, mas não se deve ficar totalmente quieto, é preciso saber atuar nesse tipo de situação. "Na dinâmica de grupo são avaliados vários aspectos, tem a liderança, a iniciativa, então se você fica muito acuado isso também tá sendo observado", revela Emile.

Primeira PEC de 2018 propõe ampliar licença-maternidade para 6 meses
Foto: Reprodução / Pixabay

O primeiro projeto de lei criado pelo Senado em 2018 tem como proposta uma ampliação da licença-maternidade obrigatória para 180 dias, um período que equivale a seis meses. O texto da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 1/2018 também diz respeito à licença-paternidade, afastamento remunerado dos pais de bebês que, caso a regra seja aprovada, passará de 5 dias para 20 dias de licença. A justificativa da proposta explica que o prazo que é atualmente concedido pela Constituição "é insuficiente para garantir o atendimento completo às exigências maternais e paternais, em especial se considerarmos as atuais recomendações relativas à amamentação". O texto vai de acordo com a orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS), que prevê que o bebê seja amamentado por seis meses para que tenha uma infância saudável. O projeto também afirma que este é o momento certo para que esses direitos sejam ampliados. "Nossas taxas de natalidade estão em patamares razoáveis e a tendência é a redução no número de filhos por casal. Com isso, a dedicação acaba, por natureza, sendo mais intensiva e a presença dos pais, via de regra, inexperientes, mais demandada e necessária", diz o texto. A PEC seguiu para a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), do Senado, onde aguarda designação de um relator. Ela será discutida e enviada para votação no plenário. No entanto, com a intervenção militar no Rio de Janeiro, fica impedida qualquer alteração na Constituição Federal, fazendo com que o processo de votação fique paralisado. Atualmente, o prazo do benefício é de 120 dias, ou 4 meses, para as mulheres no setor privado, enquanto as funcionárias públicas já têm direito aos seis meses. De acordo com o site Uol, terão direito à proposta pais e mães empregados nos setores públicos e privados, sejam eles biológicos ou adotantes, já que, segundo o texto, os pais que recebem uma criança na família através de adoção também precisa de tempo para se adaptar à chegada do filho em casa.

STF determina transferência de duas travestis para presídio feminino
Foto: Reprodução / Portal AZ

Presas desde 2016 em uma penitenciária masculina no interior de São Paulo, duas travestis conseguiram no Supremo Tribunal Federal (STF) a transferência para presídios femininos. De acordo com a Folha de S. Paulo, a decisão foi divulgada nesta segunda-feira (19) e não se estende a todos as travestis, mas o entendimento pode ser usado como base em outros casos semelhantes.  A defesa de uma das travestis, condenada a seis anos por extorsão mediante a restrição de liberdade, pediu que ela respondesse ao crime em liberdade ou em um regime mais leve. No caso de uma negativa, a defesa pediu transferência para uma instituição adequada com sua orientação sexual. Ela atualmente está alojada em uma cela junto com 31 homens, de acordo com o pedido. O ministro Luís Roberto Barroso negou o pedido de liberdade, mas atendeu ao de transferência. Na decisão, Barroso citou a resolução do Conselho Nacional de Combate à Discriminação que, entre outras determinações, aponta que pessoas travestis ou transexuais devem ser chamadas pelo seu nome social, contar com espaços de vivência específicos e utilizar roupas adequadas a sua identidade de gênero.

J.J. Abrams rebate críticas sobre presença feminina em Star Wars: Os Últimos Jedi
Foto: Reprodução / Instagram

O diretor e produtor J.J. Abrams comentou as críticas feitas ao filme Star Wars: Os Últimos Jedi, que estreou nos cinemas em dezembro de 2017, escrito e dirigido por Rian Johnson. Depois da estreia, alguns fãs começaram a reclamar nas redes sociais que o filme tinha sido feito para "agradar feministas e justiceiros sociais", que "transformava homens e brancos em vilões". De acordo com o diretor, aqueles que criticaram o filme se sentiram ameaçados pelo aumento da representação feminina na saga. "O problema deles não é com Star Wars. O problema deles é que eles se sentem ameaçados. A galáxia de Star Wars é bem grande e é possível encontrar qualquer coisa que você queira por lá", comentou Abrams, diretor de Star Wars: O Despertar da Força. "Se você é alguém que se sente ameaçado por mulheres e precisa descontar sua raiva nelas, então você encontrará um inimigo em Star Wars. Essas pessoas podem assistir ao primeiro filme, Uma Nova Esperança, e dizer que a Leia era muito respondona ou que era muito durona. Alguém que quer encontrar um problema em algo vai encontrar. Parece que a internet foi feita para isso", falou o diretor.

Mulheres sauditas conquistam o direito de abrir suas próprias empresas
Foto: Cortesia TCS / GE

A partir da segunda-feira (19), as mulheres na Arábia Saudita poderão abrir as suas próprias empresas sem o consentimento de um tutor masculino. Com a medida, que foi anunciada no domingo (18) pelo governo, a atividade econômica do país deve ficar mais estimulada. O comunicado foi publicado pelo Ministério do Comércio e Investimento e prevê que as mulheres envolvidas nos negócios poderão se beneficiar dos serviços online do governo. Anteriormente, para uma mulher conseguir realizar procedimentos administrativos era necessária a autorização do marido, pai ou irmão.

 

Desde o ano passado, o príncipe herdeiro, Mohamed bin Salman, vem anunciando reformas que tem como objetivo aumentar a participação das mulheres na vida pública. Entre as mudanças já realizadas estão a permissão para dirigir veículos, que será validada a partir de junho deste ano, e também a permissão para frequentar estádios de futebol. De acordo com o site da revista Cosmopolitan, o governante também quer aumentar para 30%, até 2030, o número de mão de obra feminina no país. No entanto, o sistema de tutela masculino no país ainda não permite que as mulheres viajem ou estudem sem a permissão de um homem.

Histórico de Conteúdo