Entrevistas

‘Mesmo quando fui para Rapina, nunca deixei de ser Falcão da Guig’, diz cantor sobre retorno

O cantor Falcão reassumiu os vocais da Guig Ghetto em novembro de 2013 e se prepara para gravar o novo DVD da banda dentro Festival Swinga Aracaju, na capital sergipana, no próximo dia 18 de outubro. Em entrevista ao Bahia Notícias, o artista falou sobre as influências musicais, a comparação com Xanddy e revelou quem considera a grande promessa do pagode baiano. Falcão também comenta as modas da ostentação e do pagode com letras apelativas. Não deixe de ler a entrevista na Coluna Holofote!

Veja mais

Sabe o que eu acho?

Katê monta seu próprio figurino para gravação de CD

E arrasou... Os looks foram impecáveis e o show.. PUTZ! O melhor!

21/10/2014 - 08:42

Ana Neves

Veja mais

Frase da Semana

Silmara Miranda

"Estamos separados há pouco mais de um mês. Só queria confirmar mesmo, mas não quero entrar em detalhes, não quero falar muita coisa. Vida que segue"

Silmara Miranda, ex-dançarina do Tchan, ao confirmar o fim do casamento com o cantor Adelmo Casé.

Veja mais

Quarta, 15 de Maio de 2013 - 10:30

Robyssão: 'o público do pagode sempre admirou a vida do crime'

Robyssão: 'o público do pagode sempre admirou a vida do crime'
O lançamento do Bailão do Robyssão, projeto solo do ex-vocalista da Black Style, está marcado para esta sexta-feira (17), no Wet'n Wild. Mas a repercussão dessa nova fase não é só por causa da música e danças sensuais, mas por conta das recentes declarações polêmicas de Robyssão. Em entrevista ao programa Fuzuê, da Bahia FM, ele afirmou: "Eu percebi que o meu público, o público do pagode, sempre admirou a vida do crime. O cara que é gângster, tem vontade de pegar uma grana, pegar dez mulheres e tal. Então quando criei esse personagem, o público se identificou". Resta saber se o público que gosta de pagode concorda com a afirmação do cantor.

Comentar

   

Histórico de Conteudo

Enquete

Qual a razão do repouso forçado de Ivete Sangalo?

Curtas e Venenosas

Curtas e venenosas da semana

Muita gente perguntou ao Homem da Luz, o motoqueiro e CEO do Bahia Notícias Ricardo Luzbel, sobre como o Bahia Notícias descobriu e antecipou a grade do Réveillon, divulgada oficialmente por Gui (Guilherme Bellintani) na quinta. Euzinha fui a responsável pelo furo. Na verdade a menina que trabalha lá em casa é vizinha da menina que trabalha na casa de Gui. O resto eu detalho na Coluna. Falando em notícias, Manno Góes foi criticado por divulgar um texto esculhambando Aécio e defendendo Dilma. Gosto disso, gosto de Manno. Pior é um jornalista que vive a soltar indiretas no Facebook e que eu revelo o nome hoje. Não deixe de ler as Curtas e venenosas da semana!

Veja mais

Colunistas

Luis Ganem

Colunista

14/10/2014 - 09:10

A morte da música da Bahia - homicídio ou suicídio?

03/09/2014 - 16:17

O que o entretenimento espera do próximo governador?

O mercado artístico e cultural tem reclamado muito de certo amadorismo no que tange a logística de shows e eventos no estado. Sendo que alguns fatores são sempre preponderantes para essa reclamação. Seja pela falta de espaço próprio para o desenvolvimento do segmento como casas de shows e um novo e moderno centro de convenções, seja pela falta de investimentos das autoridades para com a classe, o fato é que insatisfações como esta fazem com que o mercado, que vive somente contando com o Parque de Exposições agropecuárias ou então um ou outro local improvisado, tenha realmente razão para reclamar do declínio dos grandes eventos em geral que deixaram de vir para a Bahia.


Paulo Victor Nadal

Colunista

20/10/2014 - 17:31

Quebradeira baiana: Conheça a arrochadeira, gênero musical que vem ganhando destaque na Bahia

Você conhece a 'arrochadeira'? Ela vem ganhando grande destaque no cenário musical baiano, conquistando dezenas de fãs e atraindo diversas novas bandas e artistas para um novo gênero musical.

20/10/2014 - 17:30

BN lança sua nova coluna, Quebradeira Baiana, com foco em pagode e arrochadeira

O Bahia Notícias inaugura esta semana sua nova coluna de Holofote, a "Quebradeira Baiana", que será comandada por Paulo Victor Nadal. Nos textos, Paulo falará sobre artistas baianos que “botam para quebrar”, em especial do pagode e da arrochadeira, mas que acabam não conseguindo ter grande espaço na imprensa para divulgar suas músicas.


Veja mais