Quarta, 19 de Agosto de 2015 - 14:45

Quebradeira baiana: a voz feminina no 'decadente' pagode baiano

por Paulo Victor Nadal - paulovictor@bahianoticias.com.br

Quebradeira baiana: a voz feminina no 'decadente' pagode baiano
Foto: Reprodução
Em meio a um 'universo masculino', uma voz feminina vem ganhando cada vez mais espaço no pagode baiano. Trata-se da cantora Katê que tem passagem pela banda de axé Voa Dois. Porém, recentemente decidiu encarar um novo desafio num ritmo musical que vem em um plano decrescente muito grande, perdendo público, bandas, admiradores e compartilhadores de conteúdo.
 
Concordo que é um ritmo diferenciado, com identidade própria e muitas vezes inspiratório para outros gêneros musicais como a arrochadeira e até o próprio axé, porém, é nítida a 'crise' ou, como alguns preferem, 'decadência' que vivemos no pagode baiano. Com as constantes idas e vindas de artistas e bandas (veja aqui), (aqui), (e aqui), perda de público nas casas de shows e encerramento de 'sites de pagode' que são os grandes responsáveis por compartilhar o conteúdo dos artistas GRATUITAMENTE na internet.
 
Mas o que uma banda tem de fazer para não ser apenas mais uma, mas se firmar de vez como um trabalho diferenciado e que independente da época se mantenha firme como Harmonia do Samba, É O Tchan, Léo Santana, Parangolé, dentre outros?
 
 
Acredito que a PRINCIPAL resposta é nítida: precisamos de novas fórmulas nas letras musicais. O mercado não cabe mais apenas "fuck fuck na cuthuca", "rala a theca no asfalto" e muitas outras músicas que não só difamam a imagem feminina, mas principalmente não conseguem transmitir uma mensagem em suas letras, limitando-se a rimas 'pornográficas' e de baixo calão. Na verdade, nem sei como continuam a insistir nesta fórmula que não vem dando muito certo nos últimos tempos.
 
Mas, calma! Não é o fim. Ainda podemos ter gratas surpresas como a vocalista Katê que recentemente lançou seu novo disco com seis músicas autorais e participação de EdCity. E também não tão surpresas assim como o novo disco do Harmonia do Samba: “Tá no DNA” que reflete o porquê de mesmo após tanto tempo de união a banda se mantém no auge, com letras inovadoras e ritmo empolgante.

Confira abaixo o disco completo e para efetuar download, clique aqui.
 
 
Contribua com a coluna Quebradeira Baiana enviando novidades:
paulovictor@bahianoticias.com.br 

Histórico de Conteúdo