Acordo de quase R$ 7 milhões encerra processo de Edinho Nazareth contra o Vitória
Foto: Reprodução / SporTV
O caso Edinho Nazareth (saiba mais aqui) chegou ao fim na última terça-feira (13). O Vitória fez um acordo com o ex-treinador, que cobrava R$ 8,5 milhões do clube Rubro-negro, em relação a uma dívida de US$ 500 mil contraída em 2003, na gestão do ex-presidente Paulo Carneiro. A diretoria acertou um pagamento de R$ 6 milhões e 580 mil para Edinho. O processo corria na 11ª Vara Cível e Comercial de Salvador. “A cobrança, hoje, estaria em torno de pouco mais de R$ 8 milhões, e nós conseguimos fechar em R$ 6 milhões e 580 mil liberando 50% do que está bloqueado e o restante em 31 parcelas, para poder facilitar um pouco a vida do Vitória. Fatalmente, nós seríamos condenados porque nós já chegamos com todos os prazos e recursos esgotados. Temos uma rescisória em andamento, mas o juiz, inicialmente, negou a liminar para suspender a execução e isso já dá mais ou menos uma dica de qual será a tendência dele quanto à rescisória. E isso poderia acarretar em mais honorários e multas conforme descreve o processo”, explicou o gerente jurídico do Vitória, Otávio Alexandre Freire. Edinho Nazareth já foi técnico do clube em 1996 e 2003 e atualmente é comentarista esportivo no SporTV.

Histórico de Conteúdo