Sexta, 21 de Julho de 2017 - 15:11

Boletim 4x4: Trilha do Araçá é a pedida para agosto

por Alexandre Reis


Depois da Trilha do Dendê, que acontece no próximo dia 29, em Taperoá, o mês de agosto terá como destaque entre as brincadeiras mais pesadas do off road baiano a segunda edição da Trilha do Araçá, no dia 19, no município de Araças, a cerca de 100 quilômetros de Salvador. O Boletim 4x4 e o site Expedição 4x4 marcaram presença no reconhecimento oficial do evento organizado pelo Baratas Off Road e que ainda está com as inscrições abertas. Clique aqui para ver fotos do reconhecimento. 
 
A Trilha do Araçá tem um percurso de aproximadamente 35km, passando por três fazendas: a de Hélio Borges, criador de um tipo de galo chamado “índio gigante”, a de Jorge Valente e, por fim, o Balneário Mata Verde, onde moradores de Araçás costumam tomar banho em épocas de sol. Os fazendeiros estão entre os apoiadores do evento, assim como a prefeita e parte do comércio local. Mas esse apoio precisa ser maior, em função da importância da trilha para a economia da cidade.
 

 
A trilha tem duas categorias: a leve, que é mais um passeio, e a pesada. As inscrições podem ser feitas no site www.baratasoffroad.com.br. O valor é de R$200 por viatura. Na pesada, muita lama e travessias por rios e poças. O trecho mais difícil está na parte final, antes de chegar ao balneário, num corredor com muita lama e água empoçada. “Para garantir a dificuldade caso não chovesse, a gente fez algumas intervenções para assegurar que não baixasse o nível da água. Mas respeitando a questão ambiental”, assegurou Silberlon Dantas, conhecido como Baratão, presidente do Baratas Off Road. 
 

 
Baratão conta com o apoio da mulher Jeane Dantas, dos filhos (e seus quadriciclos) e parentes na organização e preparação para a Trilha do Araçás. Por isso, a recepção, a contar pelo reconhecimento, é tão familiar e calorosa, com direito a um delicioso café da manhã. A inscrição dá direito ainda a kit composto por uma linda camisa e sacola, além de adesivos. 

 
As turma de Pojuca (três gaiolas do Tabocas Off Road) e do Alagoinhas Jeep Clube marcaram presença no reconhecimento. Todos ficaram encantados com o visual proporcionado pelo percurso, que é outro destaque à parte. Muito verde em declives e subidas que rendem belíssimas fotografias. Clique aqui para ver as imagens. 


Sertões da lama e do gourmet


 
Não é da boca para fora quando se ouve dizer que a Trilha do Sertão é uma das mais bem organizadas do 4x4 baiano. Além de assegurar um percurso que sempre tem novidades a cada ano, e com vários trechos repletos de todos os tipos de dificuldade, exigindo cada vez mais do jipeiro e de sua máquina, a turma do Sertões Off Road, clube organizador, bota para quebrar na recepção. Por isso, mais de 160 carros marcaram presença na trilha deste ano, a oitava, realizada no final de semana passado. Sucesso absoluto e exemplo a ser seguido. Clique aqui para ver fotos.
 
Nem os percalços atrapalharam o evento. Na trilha mais leve, que teve seus momentos de dificuldade em função das chuvas incansáveis (houve quem dissesse que ela estava, na realidade, pesada e a pesada estava pesadíssima), um carro tombou e outro começou a pegar fogo em função de um vazamento de combustível, segundo relatos de jipeiros da organização. Mas ninguém ficou ferido e a organização deu todo suporte necessário. No mais, muita gente atolada na lama que grudava nos pneus feito chiclete, principalmente no trajeto a partir do período da tarde, após um almoço deliciosamente preparado esposas do Sertões Off Road, com direito à feijoada na sombra de uma árvore. 
 
A brincadeira começou com uma recepção na sexta à noite na churrascaria Los Pampas, com direito a jantar e música ao vivo. No sábado, dia da trilha, café da manhã na Fiori Jeep de Feira de Santana. Aliás, um café muito bem preparado e reforçado, com um cardápio variado e apetitoso. Aliado à feijoada durante a trilha e o encerramento à noite numa propriedade particular na estrada para Santo Amaro, com direito a churrasco, pizza, maniçoba e outros quitutes – também incluído na inscrição – pode-se afirmar o evento certamente se tornou o mais gourmet do calendário do off road baiano. 
 

 
Os jipeiros deixaram a Fiori divididos em vários comboios, todos devidamente identificados, com viaturas numeradas, e cada grupo entrou na trilha em momentos diferentes, para evitar congestionamentos. Cada comboio tinha uma frequência de rádio própria, também identificada em adesivos colados em cada carro. Integrantes da organização abriam e fechavam os comboios, com viaturas na cabeça e no rabo da gata, respectivamente. Tudo muito bem organizado. Claro que um ou outro carro acabou por mudar de grupo ou até mesmo de tipo de trilha (da leve para a pesada ou vice-versa) por motivos diversos, mas nada que prejudicasse o transcorrer do evento, que começou na zona rural de Feira, passou por Terra Nova e terminou em Amélia Rodrigues. 
 

 
O Boletim 4x4 acompanhou a trilha do primeiro comboio pesado. Logo no primeiro obstáculo difícil, a travessia de um rio, todos optaram por abortar, pois a água estava muito “alta”. No segundo obstáculo, uma subida íngreme com muita lama, poucos carros arriscaram e a maioria também preferiu dar a volta. Depois veio uma descida numa ladeira com muita lama e a travessia de um rio. O negócio começou a complicar pela tarde, quando o comboio chegou a um grande corredor de lama e muitos atolaram. O comboio só chegou à propriedade onde se deu o encerramento por volta das 20h para participar da festa de encerramento. O último grupo, no entanto, só apareceu perto do início da madrugada de domingo.  


Off road e sustentabilidade


 
Uma turma do Bahia Expedition esteve no final de semana passado no município de Prado para fazer o reconhecimento da trilha do evento Off Road Jubarte de Sustentabilidade, que ocorrerá no dia 9 de setembro, durante o Festival das Baleias. Trata-se de uma iniciativa do Instituto Redemar e do clube de off road, com o objetivo de visitar belas paisagens e charcos, dentro dos 84 quilômetros de praias.
 
Segundo a organização, o evento foi criado para unir diversão, máquinas e pessoas, em cenários paradisíacos, preservando o meio ambiente e seus recursos naturais. Vai haver, inclusive, plantio de mudas de diversas espécies. A solidariedade também estará presente: no dia 10 de setembro, alimentos arrecadados serão doados para instituições de caridade de prado. 

Gravação na Camalheira
 
Neste sábado, dia 22, um grupo de pelo menos 15 jipeiros vai participar da gravação de um documentário sobre o off road baiano na Camalheira, em Camaçari. A turma é puxada pelo jipeiro David Lee (Coxim), com integrantes de diversos grupos. O documentário, dirigido pelo autor desta coluna, será lançado em março de 2018. As seguintes trilhas já foram filmadas: Laranja (Alagoinhas), Caju (Cícero Dantas) e Sertão (Feira de Santana), além do reconhecimento da Trilha do Araças, em Araça. 
 
Além de mostrar os eventos tradicionais do calendário do off road baiano, o documentário vai contar a história dos clubes de 4x4, com inúmeros depoimentos e imagens antigas. Além de mostrar paisagens inesquecíveis de vários cantos da Bahia. Em breve haverá o lançamento oficial do projeto, com divulgação do nome e marcas do filme. Se ligue no Boletim 4x4 para saber de tudo. O primeiro trailler será lançado em setembro.


RAPIDINHAS
 
# O município de São José da Laje, em Alagoas, sedia neste final de semana um encontro de jipeiros. Neste sábado, dia 22, tem trilha. E no domingo, dia 23, evento indoor. A trilha, que é gratuita, tem concentração agendada para às 10h30, na porta do restaurante Predileto, na avenida principal. São 43 quilômetros de percurso muito pesado em função das chuvas que não param de cair. São esperados 160 carros. 
 

 
# Clubes de off road de Salvador preparam para este sábado (22) uma força tarefa para a recuperação da passagem da trilha do Emissário localizada logo após a travessia do rio. A concentração está agendada para às 7h do posto Eco Vida, em Abrantes. 

# No dia 12 de agosto acontece a edição de número sete da Trilha do Boi, em Camaçari. O valor da inscrição é de R$30, com direito à camisa. Boi é o famoso desbravador da Camalheira e costuma guiar os jipeiros que brincam no local. 

# A Trilha do Caju, que aconteceu no início deste mês em Cícero Dantas, foi filmada também por Rosinaldo Santos, o popular Dentão, de Sergipe. Clique aqui para conferir as belíssimas imagens.  
 
 

Histórico de Conteúdo