Cantor Kim Jong-hyun deixa carta de despedida antes de morrer
Foto: Divulgação

O cantor sul-coreano Kim Jong-hyun, que morreu nesta segunda-feira (18), em Seul, aos 27 anos, deixou uma nota de despedida divulgada nesta terça (19), onde detalha seu estado depressivo. A cantora Jang Hee-yeon, do grupo Dear Cloud, e amiga íntima de Kim divulgou a nota através do seu Instagram. "Estou quebrado por dentro. A depressão que lentamente foi me destruindo, já me devorou, e não consegui superá-la. É incrível o quanto dói. Ninguém está mais atormentado, nem debilitado do que eu", diz a carta escrita pelo vocalista. O texto parece expressar o sentimento do cantor com relação a sua exposição pública: "Ser famoso provavelmente não era meu destino. Eles me dizem que por isso estou tendo dificuldades... Por que eu escolhi?". A cantora amiga de Kim consultou sua família antes de tornar pública a carta, concluída com uma mensagem muito semelhante à que o artista enviou no dia de sua morte para o telefone de sua irmã, que avisou aos policiais.

Histórico de Conteúdo