Aécio ‘está muito triste e deprimido’ após acusações de corrupção, diz Fagner
Foto: Reprodução / Radar Notícias

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) não ficou bem ao ver seu nome envolto de acusações depois que foi gravado pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista (relembre aqui). Amigo do político, o cantor Fagner declarou que ainda não conseguiu falar com o Aécio pois ele está em um momento recluso “pensando em toda a situação”: “Ele está muito triste. Ele está muito deprimido e não é para menos. Espero que eu possa o encontrar para dar um abraço nele”, disse o cantor, que se apresenta neste sábado (9) em Lauro de Freitas (leia aqui). A informação sobre a saúde mental do tucano chegou a Fagner por meio de amigos e familiares. O cantor, que participou ativamente da campanha do PSDB à Presidência em 2014, procurou Aécio para conversar depois de ficar insatisfeito com os acontecimentos que resultaram no afastamento do senador em maio de 2018. “Foi um momento de decepção que passei por se tratar de um amigo, um jovem e uma pessoa que trazia esperança de honestidade”, comentou. “Lamento profundamente que ele tenha sido mais um dos que estão aí denegrindo o Brasil”, completou. Apesar da decepção, Fagner confessou que não deixará a amizade entre os dois morrer. “Amigo é para vida toda. Eu me irritei muito com tudo isso, pois não esperava, mas o Aécio é uma pessoa que eu tenho uma bela amizade que não se acaba com isso”, argumentou.  

Histórico de Conteúdo