Sábado, 14 de Janeiro de 2017 - 05:04

A última aventura de Richard Burton

por Carlos Ribeiro

A última aventura de Richard Burton
Carlos Ribeiro volta com um belo trabalho ficcionista adentrando pelo desígnio de um imaginário aventureiro a singrar mares e rios, a desbravar desertos, savanas, serras e montanhas nos velho e novo mundos. A longa aventura, viagem sem volta e sem destino termina sem futuro, em um ponto qualquer, ou em ponto nenhum, deixando abertos sonhos, frustrações, desejos e vontades, à beira do abismo. Você vai gostar. Carlos Navarro Filho

Leia mais

Sábado, 07 de Janeiro de 2017 - 05:18

A edição matutina

por Florisvaldo Mattos

A edição matutina
Fica combinado que nada melhor do que começar este novo ano com os versos ricos de um dos nossos poetas maiores, Florisvaldo Mattos. Fiquei impressionado com a força deste poema, de 1981, e o por isso o escolhi no livro A Caligrafia do Soluço & Poesia Anterior, que Flori lançou em 1996, pela Casa de Palavras, no qual mostra porque é um dos maiores poetas de sua geração na Bahia. Bom ano novo, se é que é possível. Carlos Navarro Filho

Leia mais

Sábado, 31 de Dezembro de 2016 - 05:01

O espiritismo segundo o Google Street View

por Nilson Galvão

O espiritismo segundo o Google Street View
O jornalista e poeta Nilson Galvão mostra toda inspiração e sensibilidade nesses versos escolhidos por ele para a coluna, criando poesia não apenas no mar camaleão, nas cores amarelo e vermelho do gemido da tarde e na fúria da rotina. Cria poesia também na internet, paixão de todo jovem igualmente a ele, na qual cria personagens, ambientes, comportamentos, estórias... gelei na hora/em que o giro do mouse me colocaria/frente a frente com pedro de novo/a me inquirir/ a mim que sempre chegava/filho que era. Leia, você vai gostar. Carlos Navarro Filho

Leia mais

Sábado, 24 de Dezembro de 2016 - 05:03

Saigon

por Carlos Navarro Filho

Saigon
As curvas na vida de um repórter... Passados mais de 50 anos do tempo em que um garoto, estudante secundarista que gostava de política e de dançar agarradinho bolero e rumba, metido a jornalista, apresentava um programa de rádio, noticiário, em uma cidade do interior. Era uma época em que a informação chegava lenta, de navio, ou pelas ondas do rádio, que alcançavam a poucos. E o menino, muito compenetrado, noticiava diariamente no seu programa a guerra do Vietnam, quase sempre pela ótica americana, pois notícias comunistas não furavam o bloqueio da propaganda continental. E se, eventualmente, furavam eram dadas com mais ênfase no noticiário, mas era raro. Pois é, neste momento escrevo de Saigon, rebatizada de Ho Chi Minh quando os vietcongues correram com os americanos. As voltas do mundo... hoje, parte de minha família vive aqui. Estou Saigon, entre comovido e saudoso do meu Noticiário N-26. Esse texto é uma evocação daquele tempo. Carlos Navarro Filho

Leia mais

Sábado, 17 de Dezembro de 2016 - 05:08

Essência Poética

por Sérgio Mattos

Essência Poética
Recebi o Essência Poética (Poesia de toda a vida) de Sérgio Mattos e me chamou a atenção a abertura do prefácio do crítico de artes, poeta e acadêmico Carlos Eduardo da Rocha, falando justamente da inutilidade de se tentar explicar a poesia. Poema não carece de explicação, dizia Pedro Nava. Já o autor fala, no comentário inicial sobre o próprio trabalho, dos riscos da época em que vive, na qual uma patrulha ideológica pode destruir um artista. Ou, endeusá-lo... O livro traz mais de 350 poemas, além de comentários e opiniões de outros literatos sobre a obra de Sérgio. Veja os quatro últimos poemas, datados de 2010. Carlos Navarro Filho

Leia mais

Sábado, 10 de Dezembro de 2016 - 05:09

De cara com a mídia II

por Francisco Viana

De cara com a mídia II
O jornalista baiano, Francisco Viana, está lançado, na forma de e-book, um novo livro de comunicação: "De Cara com a Mídia II", que já se encontra no site da Amazon. No livro, o autor traça um perfil da comunicação como recurso para construir a confiança em lugar de semear a instabilidade. Ele fala na gestão e prevenção de crises, mídia training, a formação do comunicador e o seu papel no Brasil de hoje, além de analisar o perfil da mídia brasileira e o trabalho do profissional. O livro, que você lerá a seguir a introdução, tem por público alvo comunicadores, empresários, políticos e estudantes de comunicação. Carlos Navarro Filho

Leia mais

Sábado, 03 de Dezembro de 2016 - 05:05

A vida na periferia

por José de Jesus Barreto

A vida na periferia
José de Jesus Barreto, jornalista, poeta e escritor, nos remete a um tema que domina com maestria com sua prosa poética: o cotidiano, a vida na periferia, da qual o trabalhador mais pobre, mulheres e homens, às vezes, até encontram a felicidade, sofrida, doída, que maltrata. Mas, esquece a dor no sorriso de uma criança, num panetone de natal, em uma blusa nova para o aniversário. Em coisas simples, como já disse um poeta, vê um mundo de sonhos em um simples vestido, em uma festiva pizza trazida pelo motoqueiro. E Barretinho canta esse cotidiano com a propriedade e a leveza de quem o conhece. Carlos Navarro Filho

Leia mais

Sábado, 26 de Novembro de 2016 - 05:23

Meu eu

por Josy Miranda

Meu eu
A coluna cumpre um dos papeis a que se propôs e divulga mais um novo autor baiano, desta vez a poetisa araciense Josy Miranda, jornalista de formação, que lançou em setembro o livro “Meu Eu, poesia que vem da alma”. Filha de lavrador do sertão de Araci, ela faz também do teatro uma opção de existência e prepara mais um livro, um romance, que narra a saga de uma jovem interiorana que, depois de sofrer inúmeras decepções na vida, enfrenta o desafio de morar sozinha em uma metrópole. Conheça-a. Carlos Navarro Filho

Leia mais

Sábado, 19 de Novembro de 2016 - 05:13

O Conceito de Tradição em T.S.Eliot e Antônio Cândido

por Nelson Cerqueira

O Conceito de Tradição em T.S.Eliot e Antônio Cândido
O professor e jornalista Nelson Cerqueira, PhD pela Indiana University/Ufba, aborda neste ensaio o conceito de tradição entre Antônio Cândido e T. S. Eliot, partindo de uma análise do trabalho dos dois autores na qual conclui que há uma possível influência do segundo sobre o primeiro. Nelson observa uma certa aproximação entre os dois, ambos preocupados em definir o termo tradição como elemento para explicar a história, crenças e ideias de geração em geração. Ocorre que uma análise mais acurada mostra que esse viés de identidade não é constante. Entenda melhor lendo e vendo, por exemplo, que há um distanciamento básico quanto ao alcance histórico do termo tradição entre eles. Boa leitura. Carlos Navarro Filho

Leia mais

Sábado, 12 de Novembro de 2016 - 05:23

Filho da pauta

por Álvaro Muller

Filho da pauta
Esta semana tenho o prazer de apresentar um jovem jornalista baiano, radicado em Sergipe, Álvaro Muller. Além da afinidade pessoal, é filho de um amigo, conforta este velho e cético repórter saber que nem tudo está perdido. Ao lado de um seleto e exclusivo time de jovens repórteres, infelizmente pequeno, o autor mostra nesse texto crítico, muito realista, e muito atual, que o repórter, raça em franca extinção, ainda sobrevive, sendo ele próprio uma amostra dessa espécimen. Sobrevive em poucos nas atuais redações, e nesses sobrevive a gana pelo garimpo da notícia. Vejam o último parágrafo do texto, que todo jornalista, novo ou velho, precisaria ler: “O tal repórter já não vê poesia em sua profissão. Escreve por escrever. E se estiver próximo de encerrar o expediente, escreve qualquer coisa mesmo. Tornou-se um burocrata, ou seja, tudo o que não poderia ser. Esquálida, a alma do jornalismo desaba em frangalhos”. Carlos Navarro Filho

Leia mais

Histórico de Conteúdo