Com Samuel Celestino

Receba Notícias do BN

Nome
E-mail *

Curtas do Poder

Curtas do poder

Sei que não se deve mexer com os mortos, mas quem o fez foi a oposição ao lançar uma chapa com Geddel, Paulo Souto e Joaci Góes. Digo isso porque o velho ACM não deve ter gostado nada, já que desencarnou com os três engasgados na goela. Portanto, onde quer que esteja, deve estar radiante com tamanha derrota. Ou Neto não fez contato com o além para pedir conselho antes de lançar a chapa ou o contato estava com ruídos. Falando em ruídos, ri muito com um post do vereador Marcell Moraes. Ao agradecer os votos que obteve para sua eleição a deputado estadual, ele disse que foi eleito pelos animais. Não posso deixar de concordar em gênero, número e grau. Confira essas e outras notinhas dos políticos nas Curtas do poder!

Veja mais

Pérola do dia

Eduardo Fontes

"A gente não vive em guerra. Não estamos na Idade Média."
 
Eduardo Fontes, preparador físico e atleta, ao comentar a rigidez do Teste de Aptidão Física da Polícia Militar.

Veja mais

Comentários

Estrelas do PT são pintadas no asfalto perto de seção eleitoral em Jaguaribe

O PT É CAPAZ DE QUALQUER FALCATRUA PARA SE PERPETUAR NO PODER.

25/10/2014 - 17:24

Carlos Chacal

Veja mais

Entrevistas

Rui Costa

O governador eleito no último dia 5, Rui Costa (PT), foi entrevistado pelo Bahia Notícias em meio ao evento de apoio da candidatura de Dilma Rousseff (PT), no último dia 16. Ele elenca as três áreas consideradas prioritárias nos primeiros meses de seu governo (saúde, segurança pública e educação) e, diante de especulações sobre possíveis nomes para as secretarias, declarou que os terá somente em dezembro e nada ainda foi conversado. Em relação a uma possível eleição de Aécio Neves, Rui é bem taxativo ao perfilar os seus adversários tucanos. “A má vontade do PSDB com o nordeste é histórica e está presente nos dias de hoje”, comenta o governador da Bahia a partir de 2015. Costa aponta a interferência política como o principal motivo do adiamento da operação comercial, contudo, garante que os prazos das obras não foram prejudicados.

Veja mais

Multimidia

Veja os gols de Bahia 1x1 Atlético-MG

Veja mais

Quarta, 19 de Setembro de 2012 - 13:10

Você sabe o que é iluminação verde?

por Marcos de Oliveira Santos

Nos últimos anos, as atenções das pessoas têm se voltado não apenas para o progresso desenfreado, mas para a preocupação com o meio ambiente. Isso fez com que as empresas começassem a repensar seu modo de iluminar, já que isso se trata de um item importante na matriz energética das mesmas. Com base nisso, alguns conceitos e medidas foram adaptados para uso inteligente da luz, que regem ações relacionadas à sustentabilidade, conceito chamado de iluminação verde. 
 
A iluminação sustentável pode ser alcançada por meio de lâmpadas que possuem uma vida mais longa, menor consumo de energia, sem que isso influencie no seu fluxo luminoso e na qualidade da luz apresentada. Um exemplo são as lâmpadas de LED, conhecidas como Diodo Emissor de Luz.  Indicadas como substitutas ideais para as atuais tecnologias incandescentes, elas duram até mais de 50.000 horas, são mais resistentes e econômicas no que diz respeito à vida útil e ao retorno do valor investido. 
 
Além destes benefícios, o resultado do seu uso é a diminuição no descarte de lâmpadas e baixa agressão ao meio ambiente. Por exemplo, fazendo uma comparação simples, na hora de descartar, teremos 50 lâmpadas comuns, como uma incandescente que dura até 1.000 horas, para apenas uma de LED. Além disso, a iluminação verde oferece a vantagem da redução dos gastos com manutenção, proporcionado pela longa duração dessa tecnologia ecologicamente eficiente. 
 
Iluminação pública com tecnologia verde
 
Locais públicos que possuem fluxo intenso de veículos, tráfego e lazer noturno, ou mesmo cartões postais das cidades, também viraram centros de atenção quanto à preocupação com o meio ambiente. Para estes locais, o LED também já está sendo utilizado como parte de uma iluminação verde, substituindo as antigas lâmpadas de vapor de sódio, mercúrio e de descarga. A vantagem para este tipo de iluminação é que o LED oferece tonalidade de luz mais branca, o que traz uma melhor percepção da qualidade da luz e do quesito segurança com eficiência elevada e melhor reprodução das cores dos objetos. Ainda temos poucos exemplos de uso deste tipo de tecnologia, já que seu custo inicial é mais alto, mas, principalmente nas grandes capitais, já podemos encontrar locais que aderiram a este tipo de luz e devemos cada vez mais nos deparar com este tipo de tecnologia luminosa, que preza pela eficiência e também pelo meio-ambiente.
 
Marcos de Oliveira Santos é engenheiro eletricista, graduado pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) e atua na OSRAM há 22 anos. Ao longo de sua carreira na empresa já trabalhou nas áreas de Vendas, Exportação, Processos e Marketing no Brasil, Alemanha, Equador e Colômbia. Hoje, é gerente de Marketing da OSRAM do Brasil para a linha de LEDs Profissional.
 
Sobre a OSRAM
 
A OSRAM S.A. (Munique, Alemanha) é uma das duas líderes em produtos para iluminação no mundo. No ano fiscal de 2011 (encerrado em 30 de setembro de 2011) a companhia obteve uma receita de aproximadamente 5 bilhões de Euros. A OSRAM é uma empresa de alta tecnologia no setor de iluminação e mais de 70% de seu faturamento é proveniente de produtos energeticamente eficientes. A companhia, que tem uma forte atuação no cenário internacional, possui cerca de 41.000 colaboradores ao redor do mundo, atendendo a clientes em 150 países por meio de suas 44 unidades de produção localizadas em 16 países (até a data mencionada anteriormente). Mais informações sobre a OSRAM podem ser encontradas na internet, pelo site www.osram.com.br.
 
* Marcos de Oliveira Santos é engenheiro eletricista, graduado pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) e atua na OSRAM há 22 anos.

Comentar

   

Histórico de Conteudo

Site Auditado pelo IVC - Bahia Noticias

Enquete

Vencedores da licitação do ônibus em Salvador vão operar por 25 anos. Muda algo?

Artigos

Dilson Jatahy Fonseca Neto
Lula e Pompeu

Cada vez que abro um novo livro, ou conheço um novo relato da história, observo que os eventos são sempre os mesmos, mudando apenas os nomes, as datas e os lugares. A minha constatação, desta vez, é baseada nas eleições, tanto nas atuais quanto nas de Roma Antiga. Assistindo ao horário político, recentemente, me lembrei de uma pequena obra que li ano passado. O título é simples e direto, transmitindo o propósito da obra: “Como ganhar uma eleição”.

Veja mais

Viagem no tempo

Samuel Celestino, anos atrás
Publicado no jornal A Tarde em 25 de novembro de 1982 - O que será do PMDB baiano?

Não era o líder oposicionista de Feira quem estava, na segunda-feira última, na casa de Roberto Santos. O deputado Francisco Pinto estava lá, sobretudo, como secretário nacional do PMDB e sua missão, mais do que discutir o resultado das eleições, era sentir o ânimo do candidato Roberto Santos, que já não tinha qualquer esperança de uma mudança no quadro das apurações. Mário Kertész havia chegado pouco antes e, embora triste, não estava abatido.

Veja mais