Pessoas que usam maconha regularmente fazem mais sexo, aponta estudo

Um estudo desenvolvido nos Estados Unidos apontou evidências de que usuários regulares de maconha fazem mais sexo. Foram analisados dados de mais de 50 mil norte-americanos, com idade entre 25 e 45 anos. "A tendência geral é aplicada a pessoas de ambos os sexos e todas as raças, idades, níveis educacionais, religiões, classes de renda, estados de saúde, se eram casados ou solteiros ou se tinham ou não filhos", afirmou Michael Eisenberg, da Universidade Stanford. "O uso da maconha é muito comum, mas seu uso em larga escala e associação com a frequência sexual não havia sido estudados de forma científica", acrescentou. Com o objetivo de observar os efeitos da maconha sobre o sexo, os pesquisadores utilizaram a Pesquisa Nacional de Crescimento Familiar dos EUA para coletar dados sobre o número de vezes que os entrevistados fizeram sexo e a frequência no uso de maconha. Foram compilados dados desde 2002 de 28.176 mulheres e 22.943 homens. Os cientistas ressaltaram que existem outras variáveis que podem influenciar na atividade sexual.