Vício em videogames será considerado doença em próxima lista da OMS

A Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou que a atualização da Classificação Internacional de Doenças (CID-11), que será publicada neste ano, incluirá o vício em videogame como um transtorno mental. Será a primeira vez que uma dependência tecnológica entrará na lista. Segundo o jornal O Tempo, o vício em jogos eletrônicos deve ser inserido na categoria "distúrbios devido a um comportamento dependente", que inclui compulsão por apostas. O rascunho online oficial da CID-11 inclui a necessidade ininterrupta pelos jogos como "distúrbio de games", definido como um padrão de comportamento frequente ou persistente de vício em games, tão grave que leva "a preferir os jogos a qualquer outro interesse na vida". Para o diagnóstico, os profissionais deverão avaliar os seguintes sintomas: a pessoa não conseguir controlar mais a frequência, a intensidade e a quantidade de tempo que passa jogando videogame, e em alguns casos até fazer com que os jogos eletrônicos prevaleçam sobre aspectos fundamentais da sua vida. Esse quadro deve ser observado no intervalo de 12 meses, com exceção de casos extremos.