Especialistas afirmam que exercício físico não é essencial para tratamento de obesidade

Três especialistas internacionais publicaram um editorial no British Journal of Sports Medicine no qual afirmam a necessidade de "acabar com o mito" acerca da importância de atividade física para o tratamento da obesidade. De acordo com os pesquisadores, o exercício físico é importante no caso de doenças como diabetes, cardíacas e demência. No entanto, evitar uma alimentação pouco saudável é o que importa no tratamento da obesidade. "Uma pessoa obesa não precisa fazer um pingo de exercício para perder peso, ela só precisa comer menos. Minha maior preocupação é que a mensagem que está chegando ao público sugere que você pode comer o que quiser, desde que você se exercite", afirmou o cardiologista londrino Aseem Malhotra, um dos autores do estudo, ao jornal O Globo. Para os especialistas, a indústria de alimentos é culpada pela propagação da crença de que exercícios físicos são essenciais para o combate da doença. Há ainda informações sobre a existência de provas de que até 40% das pessoas com faixa de peso normal ainda teria alterações ligadas à obesidade.