Com Velloso, Temer acertou na mosca

Depois de muita procura por um nome para ficar à frente do Ministério da Justiça, tudo passa a crer que o presidente Michel Temer encontrou, afinal, quem se encaixa com perfeição no posto. Trata-se do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Velloso, um nome reconhecido e com estatura para comandar a pasta. Enquanto isso, volta e meia surgem divergências em relação ao seu ex-ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, indicado como numa espécie de vice-versa para integrar o Supremo, na vaga deixada por Teori Zavaste. Moraes tem estatura para integrar o STF, não há o que se negar, mas sobre ele surgem questões que envolvem suspeição de que tenha copiado textos integrais de autores estrangeiros para emoldurar os livros que produziu sem citar os direitos autorais de quem de direito. O ex-ministro do Supremo, Carlos Velloso, é visto como um homem adequado para o ministério da Justiça. Já com 81 anos, está em plena forma como se observa nas suas declarações que na verdade não são muitas. Integra o PSDB, mas não fica nem à esquerda nem à direita. Assim, ao que parece, Michel Temer parece ter acertado na indicação que agora somente depende da aceitação de Velloso. Para o presidente está definido. Achou um nome que vai além da equipe do seu ministério que, por sinal, tem muitos senões. E não são poucos.