Pedro Fernandes diz que não assumirá mais Ministério do Trabalho por 'veto do Sarney'

Após confirmar que foi convidado e aceitou ser o novo ministro do Trabalho, em substituição a Ronaldo Nogueira, o deputado Pedro Fernandes (PTB-MA) afirmou nesta terça-feira (2) à TV Globo que não vai mais comandar a pasta por ter sido "vetado" pelo ex-presidente José Sarney (PMDB-MA). O parlamentar maranhense afirmou que "não deu" para ser ministro porque seu nome criaria "embaraço" entre o presidente Michel Temer e Sarney, um dos líderes do PMDB e do Maranhão, onde o parlamentar tem base eleitoral. O Palácio do Planalto foi procurado, mas ainda não se pronunciou sobre a declaração de Fernandes. "Infelizmente, não deu, devido ao embaraço que eu crio na relação do presidente Temer com o ex-presidente José Sarney", relatou Pedro Fernandes à TV Globo. "Veto do Sarney", acrescentou o petebista.