Lula, Chico, intelectuais e militantes inauguram campo de futebol do MST

A inauguração do campo Dr. Sócrates Brasileiro na escola Florestan Fernandes, do MST neste sábado (23) em Guararema, São Paulo, reuniu políticos, intelectuais e artistas. Lula, um dos mais cortejados se fez presente. O ato, segundo a Folha, também serviu como um desagravo – resposta a uma afronta – ao ex-presidente. O petista e o compositor Chico Buarque jogaram futebol ao lado de políticos como o ex-prefeito paulistano Fernando Haddad (PT), o ex-ministro Alexandre Padilha, militantes, artistas e ex-atleras, como o ex-jogador Reinaldo (acima na foto com Lula). O rapper Mano Brown e o escritor Fernando Morais, entre outros, estavam na arquibancada. Ainda segundo o jornal, estava previsto um discurso de Lula no ato político que precedeu o jogo, mas o ex-presidente acabou por não falar. O jornalista Juca Kfouri foi o juiz da partida. No início da partida, ele brincou que a partir daquele momento se chamaria Juca Moro e que um "tal de Lula" já havia sido avisado que começaria o jogo já advertido. Durante a partida, Lula cobrou um pênalti duas vezes para poder marcar. Na comemoração, tirou a camisa. No dia 24 de janeiro, o ex-presidente será julgado no caso do tríplex pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região.