Operação Adsumus: dois alvos de prisão temporária estão foragidos

Dois dos cinco alvos de prisão temporária na 6ª fase da Operação Adsumus, deflagrada na manhã desta segunda-feira (18) (veja mais), ainda estão foragidos. A informação foi divulgada pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) em entrevista coletiva para prestar esclarecimentos sobre a ação. A operação corre em segredo de Justiça, por isso os nomes dos envolvidos não foram citados. No entanto, os promotores do MP-BA revelaram que eles já trabalharam nas prefeituras de Santo Amaro e Muritiba. "Os envolvidos eram agentes públicos, mas não mais estão nesses municípios. Os fatos ocorreram em gestões passadas", afirmou a promotora Ana Emanuela, do MP-BA. O promotor João Paulo Santos Schoucair não negou nem confirmou que é de Ricardo Machado a casa em Lauro de Freitas onde foi visto um carro da Polícia Rodoviária Federal (PRF) durante a manhã (veja mais). Almeida é ex-prefeito de Santo Amaro e já foi alvo da 5ª fase da Operação Adsumus. Segundo Ana Emanuela, ainda não foram definidas as medidas que devem ser tomadas contra os foragidos. "Será avaliado pela equipe de investigação qual o próximo passo a seguir diante da não localização dos alvos", comentou. As investigações giram em torno de crimes contra a administração pública, lavagem de dinheiro e licitações e contratos fraudulentos, todos praticados entre 2012 e 2016 nas prefeituras de Muritiba e Santo Amaro.