Apesar de processo, Neto descarta mudança no réveillon: 'Não tem nem precisa ter plano B'

Embora uma liminar tenha posto em risco a realização do réveillon 2018 na orla da Boca do Rio, o discurso do prefeito ACM Neto (DEM) é para afastar qualquer possibilidade que altere os planos da já tradicional virada do ano em Salvador. O democrata garante que essa edição vai ser "até mais brilhante e emocionante que dos últimos anos". "Não tem nem precisa ter plano B porque o plano A está consolidado, resolvido e não há nenhum risco da ocorrência do réveillon onde foi planejado e já anunciado pela prefeitura. Não há necessidade de plano B, a prefeitura não vai trabalhar com essa hipótese porque ela é desnecessária", descarta Neto em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (29). A liminar do juiz Mário Soares Caymmi Gomes, da 8ª Vara da Fazenda Pública de Salvador, suspendeu a rescisão do contrato firmado entre o Consórcio Parques Urbanos e a prefeitura. Assim, a empresa voltou a ter direito de exploração sobre o terreno. De acordo com a agenda municipal, a festa será realizada na área do antigo Aeroclube Plaza Show, com 21 shows, de 28 de dezembro a 1º de janeiro (saiba mais aqui). Mas, apesar do otimismo do prefeito, o processo ainda depende de decisão judicial. "Nós estamos tomando as medidas judiciais cabíveis, eu quero dizer que confio na Justiça baiana, no seu bom senso, na sua capacidade de compreender o bom direito e nós vamos procurar os meios judiciais pra reverter essa decisão. Espero que isso aconteça no mais breve espaço de tempo possível", afirma Neto. Ele ressalta, no entanto, que não pretende tornar pública a estratégia do governo municipal para garantir a execução da festa, a fim de evitar prejuízos ao processo.