Educação: Negociação com professores segue em andamento; pasta acompanha Prova Brasil

A negociação entre os professores da rede municipal e a prefeitura de Salvador “continua em andamento” na Secretaria Municipal de Gestão (Semge), de acordo com a secretária de Educação, Paloma Modesto, com um acompanhamento “de perto”, pela pasta que comanda. “Estamos conversando sobre todas as possibilidades. Nós já conversamos com eles, já fizemos algumas propostas, muitas das propostas deles foram aceitas. Acho que é um processo natural”, avalia, citando concessão de licença-prêmio e avanços na carreira”. Segundo Paloma, a ênfase é evitar novas paralisações. “A gente compreende que é um processo natural, democrático, de negociação, e que está em curso. O que nós efetivamente pretendemos é não prejudicar ainda mais os estudantes com paralisações, porque nesse ano já tivemos 18 dias de paralisações, contando desde o primeiro semestre, principalmente por conta das reformas da previdência e trabalhista, e aí a gente percebe um grande prejuízo acadêmico para os nossos estudantes”, aponta. Sobre a acusação feita pelo vereador Alexandre Aleluia (DEM), de que o APLB Sindicato estaria boicotando a Prova Brasil, a secretaria afirmou que a gestão municipal não quer acreditar nisso. “Mas isso é público, está nas páginas, e nós vamos obviamente acompanhar, se for o caso, se realmente isso ganhar força e volume nós teremos que realmente tomar as providências cabíveis”.