Governo e prefeitura se reúnem no próximo dia 7 para tentar acordo sobre integração

Um acordo entre governo do Estado e prefeitura referente à integração do metrô de Salvador com outros modais está próximo de acontecer. Segundo informações do secretário de Mobilidade da capital baiana, Fábio Mota, após algumas reuniões ocorridas nas últimas semanas, os dois poderes devem se encontrar no próximo dia 7, quando o governo deve se pronunciar sobre a proposta apresentada pela prefeitura na última semana. “Hoje está 60/40 [a divisão]. Fizemos, em um primeiro momento, uma proposta de ser meio a meio, que fosse R$ 1,80 / R$ 1,80. O governo disse que não poderia mudar nessa questão, porque tem problema de subsídio com o metrô. Fizemos uma segunda proposta na semana passada, que não envolve a questão monetária, mas sim do ICMS. Levamos uma proposta que já tinha sido feita pelo governo do Estado há dois anos, que era a isenção do ICMS, de 4%, que na verdade corresponde na verdade ao meio ao meio”, explicou Mota. No mesmo mês, especificamente no dia 18, ocorre a primeira audiência pública do Plano Municipal de Mobilidade, prevista para ser realizada no auditório do Ministério Público do Estado. “Nós já fizemos a primeira parte do plano de mobilidade, convidamos todas as associações, a sociedade civil, Crea, associação comercial, Sesi, Senac, para ouvir dessas pessoas o que eles teriam a contribuir no plano de mobilidade. Essa foi a primeira fase. A segunda fase nós fizemos um workshop, pegamos todas essas pessoas, essas ideias, os nossos técnicos, os técnicos da TTC Oficina, que é a empresa que está fazendo e fizemos o workshop no Salvador Praia Hotel, um grande workshop”, detalha. Pelo cronograma da gestão municipal, a ideia é concluir o plano em dezembro deste ano, para que o projeto possa  ser encaminhado à  Câmara Municipal no início de 2018, sendo aprovado até março. “O grande desafio do plano de mobilidade é conseguir equacionar todos os tipos de modais. Hoje a gente tem vários soltos: temos o modal da bicicleta, do metrô, do ônibus, do mototáxi, que está chegando”, afirmou, durante a apresentação do terceiro eixo do programa Salvador 360, o "Investe". No âmbito da mobilidade, o maior investimento apontado por Mota é o BRT [Bus Rapid Transit]. "O Salvador Investe envolve mobilidade porque envolve investimentos, e o BRT, por exemplo, é um grande investimento, uma grande obra que a cidade vai receber nos próximos meses. Nós já estamos em processo de licitação. Nos próximos dias a gente já conclui a fase da técnica e vamos analisar a parte de preços".