Carne Fraca: Ministério da Agricultura exonera superintendentes do Paraná e Goiás

Uma portaria do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (20), registrou a exoneração dos superintendentes federais do Paraná, Gil Bueno de Magalhães; e de Goiás, Júlio César Carneiro. De acordo com a investigação da Operação Carne Fraca, eles atuavam diretamente para facilitar e proteger o esquema dos frigoríficos. Ainda na sexta (17), após a deflagração da operação, o governo anunciou o afastamento de 33 servidores suspeitos de envolvimento nas irregularidades investigadas. A Carne Fraca denunciou um esquema que facilitava a emissão de certificados sanitários para alimentos. Além disso, a investigação da Polícia Federal (PF) apontou que as empresas envolvidas "maquiavam" carnes vencidas para melhorar o aspecto e vendê-las (saiba mais aqui).