Xique-Xique: Juiz aumenta multa para prefeito em desobediência à recondução de servidores

A Justiça resolveu endurecer ainda mais o caso que envolve o prefeito de Xique-Xique, Reinaldo Braga Filho (PMDB), e concursados da prefeitura. Após estabelecer multa diária de R$ 5 mil (lembre aqui), o juiz Fernando Antônio Sales de Abreu dobrou o valor para R$ 10 mil diários, em caso de desobediência na recondução dos servidores. A questão é que até o momento, “Reinaldinho”, como o prefeito é conhecido, não acatou a medida. Autora da ação civil contra o gestor, a Promotoria de Xique-Xique, através do promotor Ailson de Almeida Marques, disse que o prefeito fazia o tipo “Renan Calheiros” ao se negar a cumprir a decisão judicial. (Em dezembro do ano passado, Calheiros, então presidente do Senado, recusou uma notificação do STF.) Ao todo, 58 pessoas esperam voltar ao trabalho, após serem demitidas um dia após a posse do prefeito, em janeiro.  Braga Filho argumenta que os concursados tinham sido contratados para favorecer oposicionistas e que, além disso, não havia orçamento para assumir a contratação.