A escolha do vestido da noiva plus size

 

Encontrar um vestido de noiva plus size é tão difícil quanto encontrar uma noiva que não esteja ansiosa pelo dia do seu casamento. O vestido dos sonhos é algo milimetricamente imaginado pela maioria das mulheres, independente da numeração que veste.

Entretanto, as noivas gordas não conseguem experimentar os muitos modelos que existem e são forçadas a encomendar seu vestido. A questão é que elas não têm certeza se aquele modelo imaginado ficará bom no seu corpo. Se, depois de pronto o vestido, em frente do espelho, ela estará como se imaginou.

O que fazer então?

A primeira coisa que essa mulher deve fazer é reconhecer seu corpo. Saber o seu tipo de corpo significa se perceber: saber se seu ombro é mais largo que seu quadril, ter consciência sobre sua barriga, sua cintura... se aceitar! Após esse autoconhecimento, que pode se confrontar com aspectos emocionais, pode ser uma boa ideia buscar referências de mulheres que tenham o mesmo tipo corpo. Tentar achar fotos delas com vestidos.

Independentemente do tamanho que a noiva tem de manequim, ela deve estar atenta às referências: pesquisar e identificar, dentre os diversos modelos de vestidos de noivas o que agrada – e o que desagrada.

Além disso, talvez, o principal e mais importante ponto desse texto é ignorar as milhares de matérias e textos que vai encontrar dizendo que “pode isso e não pode aquilo”. O que ela mais pode neste dia é se sentir bem, se amando. Sem regras.

 

 

Kika Maia será palestrante do III Fórum da Noiva e Simpósio da Mulher e Qualidade de Vida que acontece no dia 31 de outubro no Hotel Sheraton, no Campo Grande. O evento é aberto ao público, a entrada custa R$ 40,00 e o valor arrecadado será revertido para a Rede Amigas de Dulce em prol das Obras Sociais de Irmã Dulce. 

Kika Maia é consultora de moda e imagem, empresária de moda plus size e formada em direito pela UCSAL. Mulher que vive o universo feminino e admiradora de mulheres que lutam, hoje e sempre, pelo empoderamento feminino e igualdade de gênero. Acompanha de perto questões relacionadas à autoestima e à visibilidade das mulheres gordas, bem como à revolução que isso vem causando em todo contexto social. Kika Maia participa como blogueira do Coletivo Minissaia. Mãe de duas meninas. Dona de uma gata chamada Frida.

http://instagram.com/kikamaiaplus

https://m.facebook.com/kikamaiaplus/