Anticoncepcional revolucionário

Para revolucionar mais ainda a liberdade sexual feminina: um anticoncepcional oral que permite que a mulher escolha quando quer menstruar. É real! Esse medicamento foi lançado recentemente em São Paulo, em um evento para especialistas da área. Das 4 ginecologistas de Salvador que foram convidadas, uma delas foi a ginecologista Cristina Batalha uma das coordenadoras Clínica EMEG.

 

Os anticoncepcionais orais tradicionais tem que ser interrompidos, mas de acordo com a ginecologista a maioria das mulheres que a procuram no consultório não querem menstruar, então elas emendam a cartela de forma indiscriminada para cortar o ciclo.

 

Em diversas situações a menstruação pode atrapalhar, por exemplo: a mulher vai participar de uma maratona, e a corrida cai no mesmo período em que ela estaria menstruada, então com este novo medicamento ela mantem o uso até um pouco a frente e após a maratona interrompe para a menstruação descer.

 

“Esse novo comprido tem taxas hormonais diferentes, mais baixas. Após 24 dias de uso continuo permite a mulher o direito de escolha para o dia que ela quer menstruar”, explicou a médica.