Ex-líder do governo de Pezão, Edson Albertassi tem liberdade negada pelo STF

Preso por suspeita de agir em prol de empresários de ônibus mediante recebimento de propina, o deputado estadual do Rio de Janeiro Edson Albertassi (PMDB) teve seu pedido de liberdade negado pela presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia. De acordo com o site Uol, a ministra declarou que o STF não pode decidir nada sobre o caso antes do Superior Tribunal de Justiça (STJ) terminar o julgamento do pedido de liberdade feito a ao órgão. Em decisão provisória o ministro Félix Fischer negou o pedido, mas o julgamento definitivo ainda não foi realizado. Envolvido na Operação Cadeia Velha (leia mais), Albertassi está detido junto com os deputados estaduais Jorge Picciani (PMDB) e Paulo Melo (PMDB) por determinação do TRF-2. O órgão emitiu no dia 21 de novembro uma segunda ordem de prisão contra os parlamentares após a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) ter votado pela soltura deles.