Coordenador dos Juizados pede controle de frequência durante greve dos servidores do TJ

Diante da greve dos servidores do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), o juiz Paulo Chenaud, coordenador dos Juizados Especiais, determinou a um funcionário do Fórum Regional do Imbuí, que passasse nos gabinetes dos juízes para pegar a relação dos servidores que estão trabalhando e quais aderiram à greve. A informação é do Sindicato dos Servidores dos Serviços Auxiliares do Poder Judiciário (Sintaj), que deu início a greve na última segunda-feira (19). No ofício, Chenaud solicita a relação dos servidores grevistas. As informações deverão ser encaminhadas após o encerramento da greve para o e-mail da coordenação do juizado. Para o sindicato, as estratégias “intimidatórias” do coordenador dos Juizados “não provocam medo nos trabalhadores do Judiciário” e que a atitude “aguça a indignação dos servidores”, e que a administração do TJ-BA é “parcial”, por não tratar todos os membros da Corte com isonomia e tentar coibir um direito constitucional.