Quebradeira baiana: Pagodeiro denuncia grupo de danša por coreografar seu hit

Parece que a união pregada por alguns cantores do pagode baiano não vem sendo abraçada por todos os percussores do ritmo. Na tarde da última quarta-feira (17), o grupo “Ballet Massacre Dance” foi pego de surpresa com a denúncia em um de seus vídeos no canal da plataforma youtube. Trata-se do cantor Chiclete Ferreira, vocalista da banda Guettho é Guettho, que requereu os direitos autorais de um vídeo onde o grupo aparecia coreografando a música “Violeira do Apache”, sucesso no verão do ano de 2012. 
 
Através das redes sociais, o líder do grupo, Jackson Menezes, desabafou: “Incrível depois de 4 anos, 3 milhões de acesso o cara veio reivindicar agora, não está conseguindo ter brilho quer ofuscar de outros”, escreveu.
 
Confira abaixo o desabafo do dançarino nas redes sociais:
 

Com muita tristeza descubro quem é o invejoso e é Incrível depois de 4 anos, 3 milhões de acesso o cara veio revindicar...

Publicado por Jackson Menezes em Quarta, 17 de fevereiro de 2016

O cantor Chiclete Ferreira se pronunciou com palavras de baixo calão através do seu perfil na rede social instagram e assumiu a autoria da denúncia. Confiram abaixo:
 
 

DIREITO AUTORAL é um conjunto de prerrogativas conferidas por lei à pessoa física ou jurídica criadora da obra intelectual, para que ela possa gozar dos benefícios morais e patrimoniais resultantes da exploração de suas criações."Isso existe por causa de muitos suga sangue que gosta de gozar com a Casseta dos outro então CHUPAAAAAAAA" quer ganhar no mole vá chupar o saco de vovô"

Uma foto publicada por Chiclete Ferreira (@chicleteferreiraoficial) em


Quer contribuir com a Coluna Quebradeira Baiana? Envie novidades para: paulovictor@bahianoticias.com.br