Antes da Copa São Paulo, presidente do Teixeira critica falta de apoio da prefeitura

Estreante na Copa São Paulo, o Teixeira de Freitas jogará nesta quarta-feira (3), contra a Portuguesa, às 13h (horário da Bahia), no Canindé, pelo grupo 32. Presidente do clube, Gerson Portela reclama da falta de apoio da prefeitura da cidade, o que teria comprometido a preparação do time para a disputa da Copinha.

“A dificuldade que temos é a falta de apoio do próprio município. Vamos disputar uma competição a nível mundial e ficamos tristes com as coisas que acontecem no esporte no geral. Os caras não dão atenção para um evento desse. Sempre com dificuldades, mas a gente consegue e vamos tranquilos para fazer uma boa copa”, explicou, em entrevista ao Bahia Notícias. Perguntado sobre quem apoiou, o carola foi enfático: “eu e Deus”.

Apesar das dificuldades para arcar com as despesas da equipe, Portela projeta a classificação à segunda fase da competição. “As expectativas são boas. Era para termos um trabalho mais longo de mais ou menos três meses, mas aí, por questões financeiras, começamos mais tarde. O ano foi muito complicado para nós. Só conseguimos treinar 35 dias. Mesmo assim, nossa expectativa é passar de fase”, pontuou.

Além do Teixeira e da Lusa, o grupo conta com o Remo-PA e o América-MG.