Grupo de torcedores do Grêmio pede fim do uso do termo 'macaco' nas músicas

Conhecido como "Tribuna 77", um grupo de torcedores do Grêmio publicou um texto em suas redes sociais um pedido do fim do uso do termo "macaco" nos cânticos da torcida, que proferiu a palavra na última quarta-feira (9), no jogo contra o Godoy Cruz, pela Copa Libertadores.

 

A publicação do grupo apresenta argumentos para que a palavra seja banida das músicas. Além disso, os torcedores pedem que os demais aficcionados se mantenham em silêncio enquanto outros setores da Arena do Grêmio cantem com o termo.

O texto também lembra o caso envolvendo o goleiro Aranha, que foi vítima de injúria racial no estádio gremista quando era jogador do Santos. Confira o texto: 

 

Pelo fim do uso da expressão "macaco"!

É perfeitamente possível torcer e fazer uma grande festa sem o uso da expressão "macaco". Incompreensível que tal expressão siga fazendo parte dos cânticos de maneira tão forte depois de tudo que já nos aconteceu. A repetição deste discurso já puniu severamente o clube e generalizou 8 milhões de torcedores. Falta algo mais?

Reiteramos nosso pedido para que os Tribuneiros e Tribuneiras que nos acompanham, silenciem quando forem entoados estes cânticos. Expressão racista não é folclore.

Abaixo, enumeramos 5 razões do porquê não cantar "macaco":

1 - Em qualquer lugar do mundo chamar alguém de "macaco" é visto como ofensa racista. Por que quando se tratam de torcedores e jogadores do Internacional seria diferente?
2 - Cantar músicas com "macaco" não ajuda em nada o Grêmio: os jogadores não correm mais, os rivais não facilitam o jogo, nenhum jogador se sente mais incentivado por ouvir a torcida chamar os rivais de "macaco";
3 - Mesmo que tenham pessoas que defendam que no caso Gre-Nal o termo não nasceu racista, não podemos aceitar que em 2017 o termo não signifique uma ofensa racial;
4 - A rivalidade Gre-Nal é mais que centenária e não diminuirá se calarmos os cantos racistas;
5 - No calor do momento, principalmente no futebol, falamos e cantamos coisas sem pensar, mas ao usar o termo "macaco" reforçamos o racismo. O Grêmio já foi punido por isso (vide caso Aranha), e ninguém no estádio quer prejudicar o Grêmio, certo?
Ao tirarmos macaco de nosso vocabulário, ajudamos a nós mesmos como pessoas e ao Grêmio. Reflitamos!