De Chapa: Grupos se articulam para iminente eleição no Vitória

O Vitória deve ter nova eleição presidencial após o término do Campeonato Brasileiro. Ivã de Almeida, presidente licenciado, está isolado politicamente na agremiação. A tendência é que ele renuncie ou tenha seu mandato cassado por meio da Assembleia Geral Extraordinária. O cartola, que foi eleito para cumprir um mandato até dezembro de 2019, é acusado de “gestão temerária” (veja mais aqui).  Os bastidores políticos já estão aquecidos, apesar de todos negarem. Raimundo Viana, ex-presidente do clube, tenta ser convencido por alguns correligionários e grupos para colocar o seu nome à disposição, que já tem um perfil visto como agregador. O grupo Vitória Gigante, que tem Walter Seijo e Paulo Carneiro como líderes, observa atentamente o desenrolar dos fatos. Mas ainda não há nenhum nome definido para compor uma possível chapa. Naturalmente, Paulo Carneiro, que já presidiu o clube nas décadas de 90 e 2000, aparece como nome mais forte.  Ricardo David, ex-diretor de marketing do clube e candidato no último pleito, também já se movimenta para concorrer. Adhemar Lemos, que apoiou Ivã de Almeida na eleição anterior, mas rompeu com o grupo pouco tempo depois, se articula para formar um novo grupo ou se juntar a outros. Um apoio ou fusão com o Vitória Gigante não é descartado. Alexi Portela, ex-mandatário do Leão e atual presidente da Liga do Nordeste ainda não se posicionou, mas tende a apoiar Ricardo David

 

Eleição no Vitória só deve ter candidato para presidente
A possível eleição no Vitória só deve ter para candidato a presidente. No entendimento de alguns membros da cúpula Rubro-negra, uma eventual renúncia de Ivã de Almeida ou destituição não implica na saída de Agenor Gordilho, vice-presidente eleito e mandatário em exercício do clube.  Porém, alguns grupos de oposição defendem  que o dirigente abdique do cargo. “Não tem como Agenor continuar na vice-presidência caso seja eleito uma pessoa de oposição. O certo é ele renunciar. Caso ele queira continuar, é só se candidatar. Mas não acho certo ele permanecer sem disputar a eleição”, disse um oposicionista, que não quis se identificar.

 

Jacuipense realiza transmissões de partidas no Facebook
O Jacuipense tem feito transmissões ao vivo de competições da base no Facebook, por meio de sua página oficial. O clube pretende ampliar o projeto e também fazer transmissões de entrevistas coletivas e apresentações de atletas. Porém, para o Baianão profissional, o uso da ferramenta não é permitido para jogos, já que os direitos de transmissão pertencem a Rede Globo.  

 

Val Baiano critica atual diretoria do Jequié
Ex-atacante do Flamengo e Grêmio Barueri, Val Baiano, de 36 anos, fez duras críticas a atual diretoria do Jequié  por meio das redes sociais. Aposentado, Val acredita que o clube não tem sido bem conduzido. Internamente, a cúpula acredita que as declarações do ex-atleta são “mal- intencionadas”

 

Juazeirense trabalha com dois nomes para assumir o time
De olho na Série C de 2018, a Juazeirense trabalha com dois nomes para assumir o time. O primeiro é um mineiro, que já dirigiu vários clubes do Ceará. O outro é um treinador mais experiente, que nasceu no Rio de Janeiro e trabalhou em Portugal e na Arábia Saudita. A tendência é que a diretoria bata o martelo ainda nesta semana.