Agraciado com título de cidadão baiano, Fagner promete show emocionante para agradecer

A primeira guitarra de Fagner foi dada por um baiano que trabalhava em seu colégio em Fortaleza. O instrumento feito pelo “Seu Francisco” foi a motivação que o jovem de 15 anos precisava para se decidir entre a bola de futebol e a música. Desde então, a Bahia nunca mais deixou de cercar a carreira de Fagner. Do compositor baiano Piti ao maior fã clube do artista, que é o de Feira de Santana, a relação entre o estado e o cantor ganhou outro capítulo no último dia de novembro: o músico foi agraciado com o título de cidadão baiano pela Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). 

 

Coincidência ou não, o cantor terá duas chances próximas para agradecer à Bahia. Fagner se apresenta neste sábado (9) no Armazém Hall, localizado em Lauro de Freitas, e no dia 21 de dezembro durante o Natal de Feira de Santana. Para as ocasiões, a promessa é de “um show com cota de emoção a mais”. “O público da Bahia sempre foi muito importante para a minha carreira e eu quero retribuir com uma grande apresentação”, falou Fagner ao Bahia Notícias. 

 

Com um repertório que irá passear pelos 40 anos de carreira e mais de 60 gravações que incluem discos autorais e coletâneas, as apresentações também contarão com novas composições para “despertar na Bahia as coisas que vivo atualmente”, comenta o intérprete ao celebrar que está vivendo uma boa fase para composições depois de um período desmotivado: “Estou compondo bastante ultimamente. O mercado desmotiva, mas reencontrar parceiros com o [Zeca] Baleiro mudam as coisas. Ninguém sabe explicar quando um bom momento chega, mas ele veio e eu estou até mandando umas músicas para o Erasmo [Carlos].” 

 

Segundo Fagner, a primeira coisa que ele fez como um legítimo cidadão baiano foi “esquecer de comer um acarajé”. Tudo por conta da emoção que tomou conta do cantor durante a cerimônia de entrega. “Eu não esperava que as pessoas fossem até a assembleia”, começa a explicar. “O carinho que recebi de quem compareceu foi uma surpresa muito emocionante”. Da primeira guitarra dada por “Seu Francisco” até as referências de “Jorge Amado, Glauber Rocha, Caetano e Gil”, Fagner ainda deseja mais uma coisa dos baianos: “Me envolver mais com o povo da Bahia”. 

 

SERVIÇO:
O QUÊ: Show de Fagner 
QUANDO: Sábado, 9 de dezembro, às 21h 
ONDE: Armazém Hall - Lauro de Freitas
VALOR: R$ 50 (pista / meia)

 

SERVIÇO: 
O QUÊ:  Show de Fagner
QUANDO: Quinta-feira, 21 de dezembro
ONDE: Praça Padre Ovídio - Feira de Santana
VALOR: Gratuito